Resolver Questões Estude resolvendo o conjunto de questões

RACIOCÍNIO LÓGICO
Questão 114207
FUNDATEC 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE-RS Sequência de Letras, Sequências Lógicas

A palavra que completa o grupo formado por maçã, mamão, manga, maracujá, melancia é:

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+KE1HkpUPCTjCKllnv61+1ThB/anpVrAY=
Questão 120063
FCC 2018 SABESP Sequência de Letras, Sequências Lógicas

Na geração automatizada de um teste, 200 perguntas de múltipla escolha são sorteadas por um software dentre milhares disponíveis em um banco de questões. Sorteada a sequência das 200 questões, suas alternativas são reordenadas para gerar os diferentes gabaritos.


Em certa ocasião, houve uma falha na execução do software, que gerou um gabarito em que as alternativas corretas das questões seguiam um padrão, como pode ser notado nas primeiras 13 questões exibidas a seguir:
De acordo com esse gabarito, a resposta correta à questão 200 é a alternativa 

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18kt1annilch4JX6fc37aHuuZY+V/ZPQIM=
Questão 120061
FCC 2018 SABESP Teoria dos Conjuntos, Matemática Básica

Um departamento possui 24 funcionários, sendo que alguns têm formação superior apenas em Direito, mais do que um tem formação superior apenas em Administração, alguns têm formação superior em Direito e Administração, e outros não possuem formação superior. Desses funcionários, 19 possuem apenas uma formação superior e 2 não possuem formação superior. Sendo assim, o maior número possível de funcionários desse departamento que possuem formação superior em Direito é igual a





Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18Gj6twMJSE+vEyTkAVsfq1nGeQ4NU9T/Q=
Questão 120065
FCC 2018 TRT Problemas Cíclicos - Calendário e datas, Problemas com Agendas

Os meses de agosto e setembro têm, respectivamente, 31 e 30 dias. Às 16 horas do dia 4 de agosto de 2018, que é um sábado, um cronômetro, que estava inicialmente zerado, foi acionado. Esse cronômetro será desligado às 15 horas da primeira quarta-feira de outubro de 2018. O total de horas que o cronômetro indicará é igual a




Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+7HO9JWRc3tE9KA3OLVqNOhoxZWj2lIfg=
Questão 120066
FCC 2018 Prefeitura de São Luís – MA Problemas envolvendo jogos esportivos


Na primeira fase do Campeonato Brasileiro de futebol da série D, cada equipe disputa 6 partidas, recebendo, em cada jogo, 3 pontos em caso de vitória, 1 ponto em caso de empate e nenhum ponto em caso de derrota. Uma das equipes participantes marcou 4 gols e sofreu 4 gols nesses 6 jogos. O total de pontos que essa equipe conquistou na primeira fase do campeonato pode ser, no máximo, igual a





 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/5iIGq+/QAt4Uz/UKq/yPE0DHNa7cywrM=
Questão 43718
A CASA DAS QUESTÕES 2014 A CASA DAS QUESTÕES Sequência de Imagens e Figuras, Sequências Lógicas

Cinco cartas, inicialmente dispostas como na figura, serão embaralhadas. Em cada embaralhamento, a primeira carta passa a ser a segunda, a segunda passa a ser a quarta, a terceira passa a ser a primeira, a quarta passa a ser a quinta e a quinta passa a ser a terceira. 

Qual será a primeira carta após 2012 embaralhamentos?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18liJjjwvEye6Ok5+DlQMzNC69zLxLJIs8=
Questão 120072
FCC 2018 TRT Unidade de Tempo, Problemas Algébricos e Aritméticos, Matemática Básica, Sistemas de Medidas

 

Um curso de segurança do trabalho ministrado para servidores estaduais terá 35 horas de aula. Os servidores podem se inscrever nesse curso em módulos de duas aulas semanais de 1 hora e 10 minutos cada (opção 1), ou em módulos de três aulas semanais de 50 minutos cada (opção 2). Considerando que as duas opções de cursos iniciarão em uma segunda-feira e que não haverá feriados nas datas das aulas dos cursos, a opção de maior duração, em semanas, é a

 

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+AnF/nXYe8TLQgpiUSYbneDIAuss4tgW8=
Questão 120068
FCC 2018 TRT Séries Numéricas, Sequência de Números, Sequências Lógicas, Progressões


Na sequência (5, 7, 9, 11, 6, 8, 10, 12, 7, 9, 11, 13, 8, 10, 12, 14, 9, 11, 13, 15, 10, 12, 14, 16, 11, . . .), o número 15 aparece pela primeira vez na 20ª posição e aparecerá pela última vez na posição de número


  




Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+0lHIrMzOh7eJkCv8yQpqmUqLeSlzGMSI=
PORTUGUÊS
Questão 127402
FAURGS 2017 BANRISUL Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas / Nexos)

A maioria das pessoas acha que conviver com robôs é algo futurista, mas, de certo modo, eles já estão entre nós, influenciando decisões e, até mesmo, o rumo de nossas vidas. Do aplicativo que sugere sua próxima refeição, passando pelo serviço de streaming ofertando o filme que você vai assistir, até os secretários pessoais que auxiliam em situações diárias, os sistemas de inteligência artificial são uma realidade. Tudo isto constitui um caminho sem volta, na opinião de especialistas, que destacam os benefícios das maravilhas digitais, mas também alertam que o avanço dessas tecnologias pode, no futuro, tornar a inteligência humana obsoleta.

Robôs humanoides no cotidiano são ficção, não por limitações técnicas, mas pela dificuldade das pessoas em lidar com isso. “Basta colocar um smartphone num boneco que anda”, brinca o cientista de dados Ricardo Cappra, que atuou na estratégia digital da campanha presidencial de Barack Obama, em 2008. O exemplo pode parecer forçado, mas faz sentido. Celulares modernos têm assistentes virtuais que impressionam.

Com inteligência artificial, eles conhecem os hábitos dos donos e personalizam seu funcionamento. Além de realizar tarefas básicas, como organizar agenda, programar viagens e responder mensagens, eles analisam a rotina das pessoas e sugerem o horário em que devem sair de casa para o trabalho, considerando o tráfego no trajeto habitual, avaliam o histórico de buscas para oferecer notícias de interesse e podem até conversar, por voz, como uma “pessoa”.

Raúl Rentería, diretor do centro de pesquisas do Bing, da Microsoft, explica que a Cortana usa o conhecimento criado pelas conexões entre entidades no buscador. Com a repetição das buscas, o motor aprende a relacionar as informações. Sabe, por exemplo, que Flamengo é um bairro no Rio, mas também um time de futebol. E esses dados são usados pelo assistente virtual.

A inteligência artificial está em incontáveis outros serviços. Sites de comércio eletrônico analisam o perfil de buscas e compras de cada cliente para fazer ofertas personalizadas. Serviços de streaming de vídeo, como YouTube e Netflix, avaliam o que já foi assistido para sugerir opções ao gosto de cada um. Para especialistas, a digitalização facilitou a produção de informações, e a inteligência artificial surge como um filtro necessário.

Carlos Pedreira, professor de Engenharia de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ, explica que as tecnologias de inteligência computacional são desenvolvidas há anos, mas, recentemente, houve uma explosão no volume de dados e na capacidade de armazenamento e processamento dessas informações, o chamado Big Data.

– Os benefícios não são apenas na área do marketing e serviços – diz Pedreira. – Apesar de eu achar que os humanos nunca serão superados, existem situações em que os sistemas computacionais fazem coisas que não podemos. Na medicina, uma pessoa não analisa 20 medidas por célula de um conjunto de dois milhões de células. Essas máquinas conseguem.

Nem todos são simpáticos ao fenômeno. O historiador israelense Yuval Harari, autor do best-seller “Sapiens – Uma breve história da Humanidade”, acha que o ser humano se tornará obsoleto. Segundo ele, dentro de 40 anos, não só taxistas serão substituídos por carros autômatos, mas cerca de 50% de todos os empregos em economias avançadas. Isso impõe um desafio de sobrevivência da própria espécie.

– Provavelmente nós somos das últimas gerações do homo sapiens. Um bebê nascido hoje ainda terá netos, mas não estou certo de que esses netos terão netos, ao menos não humanos. Dentro de um século ou dois, os humanos se tornarão super-humanos ou desaparecerão. De qualquer forma, os seres que dominarão o planeta em 2200 serão mais diferentes de nós do que somos diferentes dos chimpanzés – acredita Yuval Harari.

Adaptado de MATSUURA, Sérgio. Robôs podem tornar inteligência humana obsoleta, dizem especialistas. O Globo, Rio de Janeiro, 18 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2018.

 

Se o penúltimo parágrafo do texto fosse introduzido por um nexo, qual melhor evidenciaria a relação textual deste parágrafo com os que o antecedem? 


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/JXFBrUMFKZMSC+U8EPLnLa++jQyvDSKE=
Questão 121194
FCC 2018 AGED/MA Confronto e Reconhecimento de Frases Corretas e Incorretas, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

 

Paisagens e riquezas

1.      Se pudéssemos viajar por diferentes estradas do país, e em diferentes épocas, ficaríamos espantados com a variedade de plantações com que nos depararíamos. Ao longo de algumas poucas incursões minhas pelo interior de minha região, fui encontrando mares de cana, de algodão, de laranjeiras, de 5.café, de soja, de milho e sei lá quantos mais cultivos, espelhando ciclos econômicos os mais variados. Com frequência, essas paisagens vegetais faziam parceria com instalações industriais, deixando clara a proeminência do agronegócio em nosso país.

Como sou sentimental, não me rejo apenas pelo aspecto econômico dos 10.bons negócios; deixo-me envolver pela sedução poética que os quadros exercem sobre mim. Lembro-me, por exemplo, da melancolia com que vi desaparecem os algodoais, que regularmente floresciam com suas vestes brancas, para darem lugar ao verdor da cana mais prosaica, que viraria álcool.

“O Brasil se dá ao luxo de plantar seu combustível”, diziam, não sem 15.razão, os nacionalistas mais entusiasmados. O fato é que nosso país está habilitado a explorar e produzir uma inimaginável gama de riquezas, a partir da diversidade de suas terras, de seus climas, de seus relevos. Por conta dessas variações, são múltiplas também as atividades pecuárias e as industriais, que a elas se atrelam.

20.    O lugar-comum de que o Brasil é um país generosamente atendido em suas formações naturais confirma-se com as paisagens tão variadas que desfilam diante do viajante. É desafio nosso cultivar, processar e distribuir com empenho os produtos dessa riqueza disponível. (Percival de Holanda, inédito)

 

Se pudéssemos viajar por diferentes estradas do país (...), ficaríamos espantados com a variedade de plantações com que nos depararíamos. (1o parágrafo) A frase acima continuará correta caso se substituam os elementos sublinhados, na ordem dada, por 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18u50szvHx3idEO3xj9qw6+2JSQIECoeNM=
Questão 110779
FGV 2016 IBGE Inferência, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

 

A nova forma do cartaz apela para: 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX198DMNiApGdqsSA5+P7As2orAPQwf8UpMM=
Questão 115667
CETREDE 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAUCAIA-CE Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas / Nexos)

Indique a opção CORRETA quanto à classificação da oração destacada.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18FhpnrBT6oyIH3KFLPZ1gpzl9snCQaACo=
Questão 121191
FCC 2018 AGED/MA Semântica e Vocabulário

Paisagens e riquezas

1.      Se pudéssemos viajar por diferentes estradas do país, e em diferentes épocas, ficaríamos espantados com a variedade de plantações com que nos depararíamos. Ao longo de algumas poucas incursões minhas pelo interior de minha região, fui encontrando mares de cana, de algodão, de laranjeiras, de 5.café, de soja, de milho e sei lá quantos mais cultivos, espelhando ciclos econômicos os mais variados. Com frequência, essas paisagens vegetais faziam parceria com instalações industriais, deixando clara a proeminência do agronegócio em nosso país.

Como sou sentimental, não me rejo apenas pelo aspecto econômico dos 10.bons negócios; deixo-me envolver pela sedução poética que os quadros exercem sobre mim. Lembro-me, por exemplo, da melancolia com que vi desaparecem os algodoais, que regularmente floresciam com suas vestes brancas, para darem lugar ao verdor da cana mais prosaica, que viraria álcool.

“O Brasil se dá ao luxo de plantar seu combustível”, diziam, não sem 15.razão, os nacionalistas mais entusiasmados. O fato é que nosso país está habilitado a explorar e produzir uma inimaginável gama de riquezas, a partir da diversidade de suas terras, de seus climas, de seus relevos. Por conta dessas variações, são múltiplas também as atividades pecuárias e as industriais, que a elas se atrelam.

20.    O lugar-comum de que o Brasil é um país generosamente atendido em suas formações naturais confirma-se com as paisagens tão variadas que desfilam diante do viajante. É desafio nosso cultivar, processar e distribuir com empenho os produtos dessa riqueza disponível. (Percival de Holanda, inédito)

 

 Considerando-se o contexto, traduz-se adequadamente o sentido de um segmento do texto em

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/XZprxBsUQ74iNxKQ7E6GR9eb8cEyL330=
Questão 127403
FAURGS 2017 BANRISUL Sintaxe da Oração (Análise Sintática)

A maioria das pessoas acha que conviver com robôs é algo futurista, mas, de certo modo, eles já estão entre nós, influenciando decisões e, até mesmo, o rumo de nossas vidas. Do aplicativo que sugere sua próxima refeição, passando pelo serviço de streaming ofertando o filme que você vai assistir, até os secretários pessoais que auxiliam em situações diárias, os sistemas de inteligência artificial são uma realidade. Tudo isto constitui um caminho sem volta, na opinião de especialistas, que destacam os benefícios das maravilhas digitais, mas também alertam que o avanço dessas tecnologias pode, no futuro, tornar a inteligência humana obsoleta.

Robôs humanoides no cotidiano são ficção, não por limitações técnicas, mas pela dificuldade das pessoas em lidar com isso. “Basta colocar um smartphone num boneco que anda”, brinca o cientista de dados Ricardo Cappra, que atuou na estratégia digital da campanha presidencial de Barack Obama, em 2008. O exemplo pode parecer forçado, mas faz sentido. Celulares modernos têm assistentes virtuais que impressionam.

Com inteligência artificial, eles conhecem os hábitos dos donos e personalizam seu funcionamento. Além de realizar tarefas básicas, como organizar agenda, programar viagens e responder mensagens, eles analisam a rotina das pessoas e sugerem o horário em que devem sair de casa para o trabalho, considerando o tráfego no trajeto habitual, avaliam o histórico de buscas para oferecer notícias de interesse e podem até conversar, por voz, como uma “pessoa”.

Raúl Rentería, diretor do centro de pesquisas do Bing, da Microsoft, explica que a Cortana usa o conhecimento criado pelas conexões entre entidades no buscador. Com a repetição das buscas, o motor aprende a relacionar as informações. Sabe, por exemplo, que Flamengo é um bairro no Rio, mas também um time de futebol. E esses dados são usados pelo assistente virtual.

A inteligência artificial está em incontáveis outros serviços. Sites de comércio eletrônico analisam o perfil de buscas e compras de cada cliente para fazer ofertas personalizadas. Serviços de streaming de vídeo, como YouTube e Netflix, avaliam o que já foi assistido para sugerir opções ao gosto de cada um. Para especialistas, a digitalização facilitou a produção de informações, e a inteligência artificial surge como um filtro necessário.

Carlos Pedreira, professor de Engenharia de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ, explica que as tecnologias de inteligência computacional são desenvolvidas há anos, mas, recentemente, houve uma explosão no volume de dados e na capacidade de armazenamento e processamento dessas informações, o chamado Big Data.

– Os benefícios não são apenas na área do marketing e serviços – diz Pedreira. – Apesar de eu achar que os humanos nunca serão superados, existem situações em que os sistemas computacionais fazem coisas que não podemos. Na medicina, uma pessoa não analisa 20 medidas por célula de um conjunto de dois milhões de células. Essas máquinas conseguem.

Nem todos são simpáticos ao fenômeno. O historiador israelense Yuval Harari, autor do best-seller “Sapiens – Uma breve história da Humanidade”, acha que o ser humano se tornará obsoleto. Segundo ele, dentro de 40 anos, não só taxistas serão substituídos por carros autômatos, mas cerca de 50% de todos os empregos em economias avançadas. Isso impõe um desafio de sobrevivência da própria espécie.

– Provavelmente nós somos das últimas gerações do homo sapiens. Um bebê nascido hoje ainda terá netos, mas não estou certo de que esses netos terão netos, ao menos não humanos. Dentro de um século ou dois, os humanos se tornarão super-humanos ou desaparecerão. De qualquer forma, os seres que dominarão o planeta em 2200 serão mais diferentes de nós do que somos diferentes dos chimpanzés – acredita Yuval Harari.

Adaptado de MATSUURA, Sérgio. Robôs podem tornar inteligência humana obsoleta, dizem especialistas. O Globo, Rio de Janeiro, 18 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2018.

 Qual das expressões citadas abaixo funciona como aposto no texto? 


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18cTpcz3oypI0o/KRH8c3ikSQFzrnoDerc=
Questão 114900
CESPE 2016 TRE Identificação da Ideia Central, Polissemia e Figuras de Linguagem, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

 

A respeito da representação dos sons e ruídos, no segundo quadrinho, assinale a opção correta.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/88ZNJnDR1H6wat7+hCbLr+K7cqUTaXIs=
Questão 115678
IBFC 2016 COMLURB Regência Nominal e Verbal

Leia a citação abaixo e assinale a que apresenta emprego correto dos conectivos:

 

“Aproveita agora, ______ ele ainda não tem cólicas noturnas______ ainda mama nas horas certas,______ depois  a  sua  vida  se  transformará  num  verdadeiro inferno noturno.” (Mário Prata)

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19Ij0iTRC/EOxxx5HhNCsAXmqyX877Dabk=
Questão 115676
IBFC 2016 COMLURB Acentuação Gráfica

O  novo  acordo  ortográfico  nos  apresentou  algumas alterações  de  acentuação  de  palavras  em  Língua

Portuguesa. Leia as alternativas abaixo e assinale a que apresenta somente palavras acentuadas corretamente.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+z+tVUTA5xyE7dsvFrIboTJ/EBqcBOpps=
Questão 121190
FCC 2018 AGED/MA Conotação e Denotação, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Paisagens e riquezas

1.      Se pudéssemos viajar por diferentes estradas do país, e em diferentes épocas, ficaríamos espantados com a variedade de plantações com que nos depararíamos. Ao longo de algumas poucas incursões minhas pelo interior de minha região, fui encontrando mares de cana, de algodão, de laranjeiras, de 5.café, de soja, de milho e sei lá quantos mais cultivos, espelhando ciclos econômicos os mais variados. Com frequência, essas paisagens vegetais faziam parceria com instalações industriais, deixando clara a proeminência do agronegócio em nosso país.

Como sou sentimental, não me rejo apenas pelo aspecto econômico dos 10.bons negócios; deixo-me envolver pela sedução poética que os quadros exercem sobre mim. Lembro-me, por exemplo, da melancolia com que vi desaparecem os algodoais, que regularmente floresciam com suas vestes brancas, para darem lugar ao verdor da cana mais prosaica, que viraria álcool.

“O Brasil se dá ao luxo de plantar seu combustível”, diziam, não sem 15.razão, os nacionalistas mais entusiasmados. O fato é que nosso país está habilitado a explorar e produzir uma inimaginável gama de riquezas, a partir da diversidade de suas terras, de seus climas, de seus relevos. Por conta dessas variações, são múltiplas também as atividades pecuárias e as industriais, que a elas se atrelam.

20.    O lugar-comum de que o Brasil é um país generosamente atendido em suas formações naturais confirma-se com as paisagens tão variadas que desfilam diante do viajante. É desafio nosso cultivar, processar e distribuir com empenho os produtos dessa riqueza disponível. (Percival de Holanda, inédito)

 

Num texto orientado para informações objetivas, pode haver observações que vão além da pura objetividade ou constatação de fatos, tal como ocorre com ambos os segmentos indicados em:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+zZ0pd19RvoR7+96BHx/bRhdg50LOd0SE=
Questão 127406
FAURGS 2017 BANRISUL Regência Nominal e Verbal

A maioria das pessoas acha que conviver com robôs é algo futurista, mas, de certo modo, eles já estão entre nós, influenciando decisões e, até mesmo, o rumo de nossas vidas. Do aplicativo que sugere sua próxima refeição, passando pelo serviço de streaming ofertando o filme que você vai assistir, até os secretários pessoais que auxiliam em situações diárias, os sistemas de inteligência artificial são uma realidade. Tudo isto constitui um caminho sem volta, na opinião de especialistas, que destacam os benefícios das maravilhas digitais, mas também alertam que o avanço dessas tecnologias pode, no futuro, tornar a inteligência humana obsoleta.

Robôs humanoides no cotidiano são ficção, não por limitações técnicas, mas pela dificuldade das pessoas em lidar com isso. “Basta colocar um smartphone num boneco que anda”, brinca o cientista de dados Ricardo Cappra, que atuou na estratégia digital da campanha presidencial de Barack Obama, em 2008. O exemplo pode parecer forçado, mas faz sentido. Celulares modernos têm assistentes virtuais que impressionam.

Com inteligência artificial, eles conhecem os hábitos dos donos e personalizam seu funcionamento. Além de realizar tarefas básicas, como organizar agenda, programar viagens e responder mensagens, eles analisam a rotina das pessoas e sugerem o horário em que devem sair de casa para o trabalho, considerando o tráfego no trajeto habitual, avaliam o histórico de buscas para oferecer notícias de interesse e podem até conversar, por voz, como uma “pessoa”.

Raúl Rentería, diretor do centro de pesquisas do Bing, da Microsoft, explica que a Cortana usa o conhecimento criado pelas conexões entre entidades no buscador. Com a repetição das buscas, o motor aprende a relacionar as informações. Sabe, por exemplo, que Flamengo é um bairro no Rio, mas também um time de futebol. E esses dados são usados pelo assistente virtual.

A inteligência artificial está em incontáveis outros serviços. Sites de comércio eletrônico analisam o perfil de buscas e compras de cada cliente para fazer ofertas personalizadas. Serviços de streaming de vídeo, como YouTube e Netflix, avaliam o que já foi assistido para sugerir opções ao gosto de cada um. Para especialistas, a digitalização facilitou a produção de informações, e a inteligência artificial surge como um filtro necessário.

Carlos Pedreira, professor de Engenharia de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ, explica que as tecnologias de inteligência computacional são desenvolvidas há anos, mas, recentemente, houve uma explosão no volume de dados e na capacidade de armazenamento e processamento dessas informações, o chamado Big Data.

– Os benefícios não são apenas na área do marketing e serviços – diz Pedreira. – Apesar de eu achar que os humanos nunca serão superados, existem situações em que os sistemas computacionais fazem coisas que não podemos. Na medicina, uma pessoa não analisa 20 medidas por célula de um conjunto de dois milhões de células. Essas máquinas conseguem.

Nem todos são simpáticos ao fenômeno. O historiador israelense Yuval Harari, autor do best-seller “Sapiens – Uma breve história da Humanidade”, acha que o ser humano se tornará obsoleto. Segundo ele, dentro de 40 anos, não só taxistas serão substituídos por carros autômatos, mas cerca de 50% de todos os empregos em economias avançadas. Isso impõe um desafio de sobrevivência da própria espécie.

– Provavelmente nós somos das últimas gerações do homo sapiens. Um bebê nascido hoje ainda terá netos, mas não estou certo de que esses netos terão netos, ao menos não humanos. Dentro de um século ou dois, os humanos se tornarão super-humanos ou desaparecerão. De qualquer forma, os seres que dominarão o planeta em 2200 serão mais diferentes de nós do que somos diferentes dos chimpanzés – acredita Yuval Harari.

Adaptado de MATSUURA, Sérgio. Robôs podem tornar inteligência humana obsoleta, dizem especialistas. O Globo, Rio de Janeiro, 18 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2018.

Considere os seguintes exemplos do texto em que figura a preposição com

(1) conviver com robôs é algo futurista

(2) pela dificuldade das pessoas em lidar com isso

(3) Com a repetição das buscas, o motor aprende a relacionar as informações.

Analise as seguintes afirmações.

I - Nos exemplos (1) e (2), o uso da palavra com é motivado pela regência verbal.

II - Nos três casos, a preposição com tem o mesmo significado.

III - No exemplo (3) , a palavra com atribui o significado de “companhia” ao termo que introduz.

Quais estão corretas?



Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18y6gpny8s7ZdLCi1wOTQnb/4sWjPV42AM=
Questão 115724
IOBV 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE CHAPECÓ-SC Polissemia e Figuras de Linguagem, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

“...  é a palavra que procura reproduzir aproximadamente certos sons ou ruídos.”

(SACCONI, L. A. Novíssima Gramática Ilustrada. 23ª edição. São Paulo: Nova Geração, 2010, p. 99)

 

No fragmento acima é feita a definição de um dos processos de formação de palavras mais conhecidos. Tal processo é chamado de:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/m5him/9aUwd3DjNFDyrCa49WcfQa9rIM=
Questão 122157
CESPE 2017 PJC Confronto e Reconhecimento de Frases Corretas e Incorretas, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

A valorização do direito à vida digna preserva as duas faces do homem: a do indivíduo e a do ser político; a do ser em si e a do ser com o outro. O homem é inteiro em sua dimensão plural e faz-se único em sua condição social. Igual em sua humanidade, o homem desiguala-se, singulariza-se em sua individualidade. O direito é o instrumento da fraternização racional e rigorosa. O direito à vida é a substância em torno da qual todos os direitos se conjugam se desdobram, se somam para que o sistema fique mais e mais próximo da ideia concretizável de justiça social. Mais valeria que a vida atravessasse as páginas da Lei Maior a se traduzir em palavras que fossem apenas a revelação da justiça. Quando os descaminhos não conduzirem a isso, competirá ao homem transformar a lei na vida mais digna para que a convivência política seja mais fecunda e humana.

Cármen Lúcia Antunes Rocha. Comentário ao artigo 3.º. In: 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos 1948-1998: conquistas e desafios. Brasília: OAB, Comissão Nacional de Direitos Humanos, 1998, p. 50-1 (com adaptações)

Em cada uma das opções a seguir é apresentada uma proposta de reescrita de “O direito à vida é a substância em torno da qual todos os direitos se conjugam, se desdobram, se somam para que o sistema fique mais e mais próximo da ideia concretizável de justiça social.” Assinale a opção em que a proposta de reescrita mantém o sentido e a correção gramatical do referido texto

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18slvRDKZ+8xR0v83U3wMvQKnVv7fJbUy8=
Questão 122159
CESPE 2017 PJC Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas / Nexos)

A valorização do direito à vida digna preserva as duas faces do homem: a do indivíduo e a do ser político; a do ser em si e a do ser com o outro. O homem é inteiro em sua dimensão plural e faz-se único em sua condição social. Igual em sua humanidade, o homem desiguala-se, singulariza-se em sua individualidade. O direito é o instrumento da fraternização racional e rigorosa. O direito à vida é a substância em torno da qual todos os direitos se conjugam se desdobram, se somam para que o sistema fique mais e mais próximo da ideia concretizável de justiça social. Mais valeria que a vida atravessasse as páginas da Lei Maior a se traduzir em palavras que fossem apenas a revelação da justiça. Quando os descaminhos não conduzirem a isso, competirá ao homem transformar a lei na vida mais digna para que a convivência política seja mais fecunda e humana.

Cármen Lúcia Antunes Rocha. Comentário ao artigo 3.º. In: 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos 1948-1998: conquistas e desafios. Brasília: OAB, Comissão Nacional de Direitos Humanos, 1998, p. 50-1 (com adaptações)


 Sem prejuízo para a coerência e para a correção gramatical, a conjunção “Quando” (“Quando os descaminhos não conduzirem a isso, competirá ao homem transformar a lei na vida mais digna para que a convivência política seja mais fecunda e humana.”) poderia ser substituída por 





Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+yX7AhG5IbmHG6hZwHAVt4RxOXjrRl86c=
Questão 127410
FAURGS 2017 BANRISUL Pontuação

A maioria das pessoas acha que conviver com robôs é algo futurista, mas, de certo modo, eles já estão entre nós, influenciando decisões e, até mesmo, o rumo de nossas vidas. Do aplicativo que sugere sua próxima refeição, passando pelo serviço de streaming ofertando o filme que você vai assistir, até os secretários pessoais que auxiliam em situações diárias, os sistemas de inteligência artificial são uma realidade. Tudo isto constitui um caminho sem volta, na opinião de especialistas, que destacam os benefícios das maravilhas digitais, mas também alertam que o avanço dessas tecnologias pode, no futuro, tornar a inteligência humana obsoleta.

Robôs humanoides no cotidiano são ficção, não por limitações técnicas, mas pela dificuldade das pessoas em lidar com isso. “Basta colocar um smartphone num boneco que anda”, brinca o cientista de dados Ricardo Cappra, que atuou na estratégia digital da campanha presidencial de Barack Obama, em 2008. O exemplo pode parecer forçado, mas faz sentido. Celulares modernos têm assistentes virtuais que impressionam.

Com inteligência artificial, eles conhecem os hábitos dos donos e personalizam seu funcionamento. Além de realizar tarefas básicas, como organizar agenda, programar viagens e responder mensagens, eles analisam a rotina das pessoas e sugerem o horário em que devem sair de casa para o trabalho, considerando o tráfego no trajeto habitual, avaliam o histórico de buscas para oferecer notícias de interesse e podem até conversar, por voz, como uma “pessoa”.

Raúl Rentería, diretor do centro de pesquisas do Bing, da Microsoft, explica que a Cortana usa o conhecimento criado pelas conexões entre entidades no buscador. Com a repetição das buscas, o motor aprende a relacionar as informações. Sabe, por exemplo, que Flamengo é um bairro no Rio, mas também um time de futebol. E esses dados são usados pelo assistente virtual.

A inteligência artificial está em incontáveis outros serviços. Sites de comércio eletrônico analisam o perfil de buscas e compras de cada cliente para fazer ofertas personalizadas. Serviços de streaming de vídeo, como YouTube e Netflix, avaliam o que já foi assistido para sugerir opções ao gosto de cada um. Para especialistas, a digitalização facilitou a produção de informações, e a inteligência artificial surge como um filtro necessário.

Carlos Pedreira, professor de Engenharia de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ, explica que as tecnologias de inteligência computacional são desenvolvidas há anos, mas, recentemente, houve uma explosão no volume de dados e na capacidade de armazenamento e processamento dessas informações, o chamado Big Data.

– Os benefícios não são apenas na área do marketing e serviços – diz Pedreira. – Apesar de eu achar que os humanos nunca serão superados, existem situações em que os sistemas computacionais fazem coisas que não podemos. Na medicina, uma pessoa não analisa 20 medidas por célula de um conjunto de dois milhões de células. Essas máquinas conseguem.

Nem todos são simpáticos ao fenômeno. O historiador israelense Yuval Harari, autor do best-seller “Sapiens – Uma breve história da Humanidade”, acha que o ser humano se tornará obsoleto. Segundo ele, dentro de 40 anos, não só taxistas serão substituídos por carros autômatos, mas cerca de 50% de todos os empregos em economias avançadas. Isso impõe um desafio de sobrevivência da própria espécie.

– Provavelmente nós somos das últimas gerações do homo sapiens. Um bebê nascido hoje ainda terá netos, mas não estou certo de que esses netos terão netos, ao menos não humanos. Dentro de um século ou dois, os humanos se tornarão super-humanos ou desaparecerão. De qualquer forma, os seres que dominarão o planeta em 2200 serão mais diferentes de nós do que somos diferentes dos chimpanzés – acredita Yuval Harari.

Adaptado de MATSUURA, Sérgio. Robôs podem tornar inteligência humana obsoleta, dizem especialistas. O Globo, Rio de Janeiro, 18 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2018.

Considere a análise dos seguintes casos de emprego de vírgula no texto. 

I - É obrigatório o emprego da vírgula antes do pronome relativo que (o cientista de dados Ricardo Cappra, que atuou na estratégia digital).

II - Empregou-se a vírgula antes da conjunção e por estar relacionando duas orações coordenadas com sujeitos diferentes. “a digitalização facilitou a produção de informações, e a inteligência artificial surge como um filtro necessário.”

III - A vírgula que antecede a conjunção mas poderia ter sido omitida, pois é facultativo o uso da vírgula neste caso. “Um bebê nascido hoje ainda terá netos, mas não estou certo de que esses netos terão netos”.

Quais estão corretas?


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/8sRi9peES1geXiegXEh30wxCPn0teCzE=
Questão 110775
FGV 2016 IBGE Semântica e Vocabulário, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais, Identificação da Ideia Central

“Havia um cego sentado numa calçada em Paris. A seus pés, um boné e um cartaz em madeira escrito com giz branco gritava: “Por favor, ajude-me. Sou cego”. A respeito dos componentes e do sentido desse segmento do texto, é correto afirmar que: 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/rLw9GelER7HtODYS5bsLPZ0kh8IN1aOM=
Questão 115045
IAUPE 2016 PM Tempos e Modos Verbais/Verbos

Observe o emprego de um verbo irregular no seguinte trecho: “Quando você vir um, vai entender o porquê.”

 

Assinale a alternativa na qual um verbo irregular foi CORRETAMENTE empregado.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18E44er8ZFyVWE412DZ6TerTrHqq8QW8z4=
Questão 110784
FGV 2016 IBGE Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas / Nexos)

A frase em que o vocábulo mas tem valor aditivo é: 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19KQE+5MTAEjtLrZIh7yE8hfxsO/DCcNzs=
Questão 127526
VUNESP 2019 A CASA DAS QUESTÕES Regência Nominal e Verbal

Foi no domingo passado, andando pela feira-livre aqui da Lapa e dando uma olhada nas bancas, que

percebi que muitas daquelas frutas maravilhosas ali expostas simplesmente não existiam no meu tempo

de menino. O kiwi, por exemplo. Quando usava calças curtas, kiwi era aquele bichinho da Nova Zelândia,

um dos poucos verbetes da letra K, na enciclopédia que ficava na estante da minha casa. Não havia

tomate cereja! Vivíamos sem ele. Como não havia a lichia. A gente não encontrava goiaba na feira, como

não encontrava jabuticaba, nem carambola. Goiaba era só no pé e com bicho, não existia goiaba sem

bicho. Jabuticaba, só em Sabará, e carambola, só na chácara de Dona Catarina, em Cataguases.


Laranja era a pera, a Bahia e a lima. Hoje tem até laranja Bahia importada da Espanha, sem contar o

grapefruit, primo de primeira da laranja. Aos poucos, novas frutas vão invadindo o mercado: uxi, xixá,

tapiá, sapucaia, monguba, marolo... Quem manteve a linha e não inventou moda foi a banana, que

continua a mesma de sempre. A prata, a nanica, a maçã, a banana-da-terra e a ouro. E todas – dizem –

ainda a preço de banana.


Assinale a alternativa em que a preposição destacada obedece ao princípio de regência

da norma padrão.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19l+/QWFWK0qgWXzIUxBa836ZmwhoOrZrE=
Questão 115647
IDHTEC 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAQUITINGA-PE Classes de Palavras (Morfologia) / Flexão Nominal e Verbal

O emprego do pronome „aquela‟ na charge:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19SL90Voats0hUpJ3JI/ozvtMADq1xOqkA=
MATEMÁTICA
Questão 114286
FUNRIO 2016 IF-BAIANO Figuras Circulares, Comprimento/Perímetro, Geometria Plana

A soma dos raios de três circunferências concêntricas é 35 cm. Sabendo-se que a razão entre os raios de uma circunferência e o da circunferência com perímetro imediatamente menor é 2, o perímetro da maior circunferência é

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19Do2EFMh8iRYfdVSwJXBrF/TGRDv1LxAg=
Questão 114381
FGV 2016 MP Probabilidade, Probabilidade Básica

Uma moeda foi alterada de modo que, ao ser lançada, a probabilidade de sair cara é menor que 1/2 e, ao ser lançada duas vezes consecutivas, a probabilidade de sair a mesma quantidade de caras e de coroas é 4/9. Se essa moeda for lançada três vezes consecutivas, a probabilidade de saírem três coroas é:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19k830VFtGysU2POuNFB6cwcMwejlhljBY=
Questão 114285
FUNRIO 2016 IF-BAIANO Regra de Três Simples, Razão e Proporção, Razões e Proporções

Para construir uma parede são necessários 150 tijolos por m2, para cada 1000 tijolos utiliza-se 0,80 m3 de areia e para cada 1,0 m3 de areia é necessário 5 sacos de cimento. Com 3000 tijolos, 2,0 m3 de areia e 8 sacos de cimento, o tamanho máximo de parede, expresso em m2, que pode ser construída é aproximadamente

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18rLsgiXxUjJMR946Pouc62pN3DYikJpN8=
Questão 114282
FUNRIO 2016 IF-BAIANO Matemática Básica, Divisores / Múltiplos

A soma de dois números naturais é 30. Quantas soluções existem para este problema se um desses números é múltiplo do outro?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19U2PX0r540UL9XVaez51VHWlk3Wt97Ii0=
Questão 114205
FUNDATEC 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE-RS Séries Numéricas, Progressões

Assinale a alternativa que completa a sequência:

10-12-14-17-20-22-24-27-30-32-34-(___)

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18xwD+3X4i2APr03gBse8vJySRYuE0bX5c=
Questão 110469
FCC 2012 MPE Razões e Proporções, Regra de Três Simples

Cada 100 kg de material A usado para reciclagem permite a produção de 25 kg do material B. Cada 200 kg de material B usado para reciclagem permite a produção de 8 kg do material C. A produção de 100 kg do material C, apenas com o uso de material B reciclado a partir do material A, exigirá uma quantidade do material A, em quilogramas, igual a: 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18tsmg1dD4QKiLKsMj2zknES/k95FCheLk=
Questão 119226
FUNDAÇÃO LA SALLE 2017 SUSEPE Teoria dos Conjuntos, Matemática Básica

Considere três conjuntos A, B e C, tais que:

•Os conjuntos B e C são disjuntos, isto é, B n C =  (/).

•n(A u B U  C)  = 100.

•n( B\ C)  = 15.

•n(A  n C)  = 10.

•n(A u B) =  60.

Nestas condições, é correto afirmar sobre o conjunto C que:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+cgvV268xPd/EFPvlwb3KK1ssec6h/I6A=