Resolver Questões Estude resolvendo o conjunto de questões

PORTUGUÊS
Questão 123748
CESPE 2019 A CASA DAS QUESTÕES Redação, Interpretação de Texto

Houve um tempo em que eu comia um monte de coisas e não precisava contar

nada para ninguém. Na civilização contemporânea, on-line, conectada o tempo

todo, se não for registrado e postado, não aconteceu. Comeu, jantou, bebeu?

Então, prove. Não está na rede? Então, não vale.


Não estou aqui desfiando lamúrias de dinossauro tecnológico. Pelo contrário:

interajo com muita gente e publico ativamente fotos de minhas fornadas. A

vida, hoje, é digital. Contudo, presumo que algumas coisas não precisam deixar

de pertencer à esfera privada. Sendo tudo tão novo nessa área, ainda

engatinhamos a respeito de uma etiqueta que equilibre a convivência entre

câmeras, pratos, extroversão, intimidade.


Em meados da década passada, quando a cozinha espanhola de vanguarda

ainda povoava os debates e as fantasias de muitos gourmets, fotografar pratos

envolvia um dilema: devorar ou clicar? A criação saía da cozinha, muitas vezes

verticalizada, comumente finalizada com esferas delicadas, espumas fugazes...

O que fazer, capturá-la em seu melhor instante cenográfico, considerando luzes

e sombras, e comê-la depois, já desfigurada, derretida, escorrida? Ou prová-la

imediatamente, abrindo mão da imagem? Nunca tive dúvidas desse tipo (o que

talvez faça de mim um bom comensal, mas um mau divulgador).


Fotos e quitutes tornaram-se indissociáveis, e acho que já estamos nos

acostumando. Mas será que precisa acontecer durante todo o repasto?

Não dá para fazer só na chegada do prato e depois comer sossegado, à

maneira analógica? Provavelmente não: há o tratamento da imagem, a

publicação, os comentários, as discussões, a contabilidade das curtidas.

Reconheço que, talvez antiquadamente, ainda sinto desconforto em ver

casais e famílias à mesa, nos salões, cada qual com seu smartphone, sem

diálogos presenciais ou interações reais. A pizza esfria e perde o viço; mas a

foto chega tinindo aos amigos de rede.


Percebe-se uma relação de causa e efeito, nessa ordem, entre as orações na seguinte passagem do texto:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18kGgrUw23yE110Tabie1mMkLkMVP7O3gI=
Questão 114900
CESPE 2016 TRE Identificação da Ideia Central, Polissemia e Figuras de Linguagem, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

 

A respeito da representação dos sons e ruídos, no segundo quadrinho, assinale a opção correta.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19OVym2Vxs+NX19rHZ5ZcSfiGsA4W1B8zA=
Questão 122156
CESPE 2017 PJC Pontuação

A valorização do direito à vida digna preserva as duas faces do homem: a do indivíduo e a do ser político; a do ser em si e a do ser com o outro. O homem é inteiro em sua dimensão plural e faz-se único em sua condição social. Igual em sua humanidade, o homem desiguala-se, singulariza-se em sua individualidade. O direito é o instrumento da fraternização racional e rigorosa. O direito à vida é a substância em torno da qual todos os direitos se conjugam se desdobram, se somam para que o sistema fique mais e mais próximo da ideia concretizável de justiça social. Mais valeria que a vida atravessasse as páginas da Lei Maior a se traduzir em palavras que fossem apenas a revelação da justiça. Quando os descaminhos não conduzirem a isso, competirá ao homem transformar a lei na vida mais digna para que a convivência política seja mais fecunda e humana.

Cármen Lúcia Antunes Rocha. Comentário ao artigo 3.º. In: 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos 1948-1998: conquistas e desafios. Brasília: OAB, Comissão Nacional de Direitos Humanos, 1998, p. 50-1 (com adaptações)


A correção e o sentido do texto seriam preservados caso se inserisse uma vírgula logo após






Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19hohhYCxyN7jKD1Ps6pergDQhVLOwAYd0=
Questão 122198
CESPE 2017 TRE Sintaxe da Oração (Análise Sintática)

Em sua definição, o voto em branco é aquele que não se dirige a nenhum candidato entre os que disputam as eleições. São considerados, portanto, votos estéreis, porque não produzem frutos. Os votos nulos, por sua vez, são aqueles que, somados aos votos em branco, compõem a categoria dos votos estéreis, inválidos ou, como denominou o Tribunal  Superior Eleitoral, votos apolíticos. Logo, os votos em branco e os nulos são votos que, a princípio, não produzem resultado nem influenciam no resultado do pleito.

Ao comparecer às urnas no dia das eleições, o eleitor que apresentar voto em branco ou nulo pode fazê-lo por diversas razões. Esses motivos podem embasar tanto a postura dos que votam em branco quanto a dos que votam nulo, pois o resultado final é o mesmo: invalidar o voto. Assim sendo, não é razoável diferenciar o voto em branco do voto nulo. Deve-se considerar a essência do ato, a sua real motivação, que é a invalidação. É evidente que não se sabe, ao certo, a razão que motiva cada eleitor a votar em branco ou nulo; entretanto, em ambos os casos, não há dúvida quanto à invalidade do voto por ele dado.

Renata Dias. Os votos brancos e nulos no estado democrático de direito: a legitimidade das eleições majoritárias no Brasil. In: Estudos eleitorais, v. 8, n.º 1, jan./abr. 2013, p. 36-8 (com adaptações).


Assinale a opção que apresenta termo que desempenha a mesma função sintática que “a razão” no texto. (“É evidente que não se sabe, ao certo, a razão...”)

A “o mesmo” – “o resultado final é o mesmo”  

B “votos estéreis” – “São considerados, portanto, votos estéreis”

C “o Tribunal Superior Eleitoral” – “como denominou o Tribunal  Superior Eleitoral”

D “dúvida” – “não há dúvida quanto à invalidade do voto por ele dado.”

E “resultado” – “os votos em branco e os nulos são votos que não produzem resultado”

Frase original – a  razão = sujeito (Que é que não se sabe? A razão)

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18sqf66FTBtpk7fQyXF8vgmyuF9A68n89c=
Questão 122195
CESPE 2017 TRE Tempos e Modos Verbais/Verbos

Pode-se dizer que a cidadania é essencialmente consciência de direitos e deveres e exercício da democracia: direitos civis, como segurança e locomoção; direitos sociais, como trabalho, salário justo, saúde, educação, habitação etc.; direitos políticos, como liberdade de expressão, de voto, de participação em partidos políticos e sindicatos etc. Não há cidadania sem democracia. O conceito de cidadania, contudo, é um conceito ambíguo. Em 1789, a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão estabelecia as primeiras normas para assegurar a liberdade individual e a propriedade. Nascia a cidadania como uma conquista liberal. Hoje, o conceito de cidadania é mais complexo. Com a ampliação dos direitos, nasceu também uma concepção mais ampla de cidadania. De um lado, existe uma concepção consumerista de cidadania (direito de defesa do consumidor) e, de outro, uma concepção plena, que se manifesta na mobilização da sociedade para a conquista de novos direitos e na participação direta da população na gestão da vida pública, por meio, por exemplo, da discussão democrática do orçamento. Esta tem sido uma prática, sobretudo no nível do poder local, que tem ajudado na construção de uma democracia participativa, superando os limites da democracia puramente representativa.

Moacir Gadotti. Escola cidadã – educação para e pela cidadania. Internet: (com adaptações).


A A correção gramatical, a coerência e o sentido do texto seriam mantidos caso a forma verbal “tem ajudado” (R.22) fosse substituída por

A vem ajudando.

B ajudou.

C ajudaria.

D vinha ajudando.

E pode ajudar.

“Esta tem sido uma prática, sobretudo no nível do poder local, que tem ajudado na construção de uma democracia participativa, superando os limites da democracia puramente representativa.”

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19msyeqUOy3nInh/gdOO1nCSbip9/4/Yqo=
Questão 122157
CESPE 2017 PJC Confronto e Reconhecimento de Frases Corretas e Incorretas, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

A valorização do direito à vida digna preserva as duas faces do homem: a do indivíduo e a do ser político; a do ser em si e a do ser com o outro. O homem é inteiro em sua dimensão plural e faz-se único em sua condição social. Igual em sua humanidade, o homem desiguala-se, singulariza-se em sua individualidade. O direito é o instrumento da fraternização racional e rigorosa. O direito à vida é a substância em torno da qual todos os direitos se conjugam se desdobram, se somam para que o sistema fique mais e mais próximo da ideia concretizável de justiça social. Mais valeria que a vida atravessasse as páginas da Lei Maior a se traduzir em palavras que fossem apenas a revelação da justiça. Quando os descaminhos não conduzirem a isso, competirá ao homem transformar a lei na vida mais digna para que a convivência política seja mais fecunda e humana.

Cármen Lúcia Antunes Rocha. Comentário ao artigo 3.º. In: 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos 1948-1998: conquistas e desafios. Brasília: OAB, Comissão Nacional de Direitos Humanos, 1998, p. 50-1 (com adaptações)

Em cada uma das opções a seguir é apresentada uma proposta de reescrita de “O direito à vida é a substância em torno da qual todos os direitos se conjugam, se desdobram, se somam para que o sistema fique mais e mais próximo da ideia concretizável de justiça social.” Assinale a opção em que a proposta de reescrita mantém o sentido e a correção gramatical do referido texto

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+9O6DxGp2lyMIzgJzgniHvHY0qGGxu7+o=
Questão 122153
CESPE 2017 PJC Classes de Palavras (Morfologia) / Flexão Nominal e Verbal, Concordância Nominal e Verbal, Confronto e Reconhecimento de Frases Corretas e Incorretas, Crase, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

A injustiça, Senhores, desanima o trabalho, a honestidade, o bem; cresta em flor os espíritos dos moços, semeia no coração das gerações que vêm nascendo a semente da podridão, habitua os homens a não acreditar senão na estrela, na fortuna, no acaso, na loteria da sorte; promove a desonestidade, a venalidade, a relaxação; insufla a cortesania, a baixeza, sob todas as suas formas. De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. E, nessa destruição geral das nossas instituições, a maior de todas as ruínas, Senhores, é a ruína da justiça, corroborada pela ação dos homens públicos. E, nesse esboroamento da justiça, a mais grave de todas as ruínas é a falta de penalidade aos criminosos confessos, é a falta de punição quando ocorre um crime de autoria incontroversa, mas ninguém tem coragem de apontá-la à opinião pública, de modo que a justiça possa exercer a sua ação saneadora e benfazeja.

Rui Barbosa. Obras completas de Rui Barbosa. Vol. XLI. 1914. Internet: (com adaptações).


 A correção gramatical do texto seria mantida caso 3450 / 3453 / 3473 / 3455

I o termo “sob” (“promove a desonestidade, a venalidade, a relaxação; insufla a cortesania, a baixeza, sob todas as suas formas.”) fosse substituído por em.

II a forma verbal “ver”, em todas as suas ocorrências, fosse flexionada no plural — verem.

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.”

III a forma verbal “é” fosse suprimida. “E, nesse esboroamento da justiça, a mais grave de todas as ruínas é a falta de penalidade aos criminosos confessos, é a falta de punição quando ocorre um crime de autoria incontroversa...”

IV o acento indicativo de crase em “à opinião pública” fosse suprimido. “mas ninguém tem coragem de apontá-la à opinião pública, de modo que a justiça possa exercer a sua ação saneadora e benfazeja.”


Estão certos apenas os itens


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18WOIXGBgOSA1DQ5VbGp108Mt2pu4ezdqA=
Questão 123749
CESPE 2019 A CASA DAS QUESTÕES Redação, Interpretação de Texto

Houve um tempo em que eu comia um monte de coisas e não precisava contar

nada para ninguém. Na civilização contemporânea, on-line, conectada o tempo

todo, se não for registrado e postado, não aconteceu. Comeu, jantou, bebeu?

Então, prove. Não está na rede? Então, não vale.


Não estou aqui desfiando lamúrias de dinossauro tecnológico. Pelo contrário:

interajo com muita gente e publico ativamente fotos de minhas fornadas. A

vida, hoje, é digital. Contudo, presumo que algumas coisas não precisam deixar

de pertencer à esfera privada. Sendo tudo tão novo nessa área, ainda

engatinhamos a respeito de uma etiqueta que equilibre a convivência entre

câmeras, pratos, extroversão, intimidade.


Em meados da década passada, quando a cozinha espanhola de vanguarda

ainda povoava os debates e as fantasias de muitos gourmets, fotografar pratos

envolvia um dilema: devorar ou clicar? A criação saía da cozinha, muitas vezes

verticalizada, comumente finalizada com esferas delicadas, espumas fugazes...

O que fazer, capturá-la em seu melhor instante cenográfico, considerando luzes

e sombras, e comê-la depois, já desfigurada, derretida, escorrida? Ou prová-la

imediatamente, abrindo mão da imagem? Nunca tive dúvidas desse tipo (o que

talvez faça de mim um bom comensal, mas um mau divulgador).


Fotos e quitutes tornaram-se indissociáveis, e acho que já estamos nos

acostumando. Mas será que precisa acontecer durante todo o repasto?

Não dá para fazer só na chegada do prato e depois comer sossegado, à

maneira analógica? Provavelmente não: há o tratamento da imagem, a

publicação, os comentários, as discussões, a contabilidade das curtidas.

Reconheço que, talvez antiquadamente, ainda sinto desconforto em ver

casais e famílias à mesa, nos salões, cada qual com seu smartphone, sem

diálogos presenciais ou interações reais. A pizza esfria e perde o viço; mas a

foto chega tinindo aos amigos de rede.


Está reescrito conforme a norma-padrão da língua e com o sentido preservado em linhas gerais o seguinte

trecho do texto:


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX190BFmb7f9cNFBCY12N9ENzAYRKUH4m/l4=
Questão 122154
CESPE 2017 PJC Elementos Referenciais, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

A injustiça, Senhores, desanima o trabalho, a honestidade, o bem; cresta em flor os espíritos dos moços, semeia no coração das gerações que vêm nascendo a semente da podridão, habitua os homens a não acreditar senão na estrela, na fortuna, no acaso, na loteria da sorte; promove a desonestidade, a venalidade, a relaxação; insufla a cortesania, a baixeza, sob todas as suas formas. De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. E, nessa destruição geral das nossas instituições, a maior de todas as ruínas, Senhores, é a ruína da justiça, corroborada pela ação dos homens públicos. E, nesse esboroamento da justiça, a mais grave de todas as ruínas é a falta de penalidade aos criminosos confessos, é a falta de punição quando ocorre um crime de autoria incontroversa, mas ninguém tem coragem de apontá-la à opinião pública, de modo que a justiça possa exercer a sua ação saneadora e benfazeja.

Rui Barbosa. Obras completas de Rui Barbosa. Vol. XLI. 1914. Internet: (com adaptações).


No último parágrafo do texto, a forma pronominal “la”, em “apontá-la” (“E, nesse esboroamento da justiça, a mais grave de todas as ruínas é a falta de penalidade aos criminosos confessos, é a falta de punição quando ocorre um crime de autoria incontroversa, mas ninguém tem coragem de apontá-la à opinião pública, de modo que a justiça possa exercer a sua ação saneadora e benfazeja.”), retoma

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX195VQHACNGBEtGQ5gpHr21NMseBWwgKEmo=
Questão 114911
CESPE 2016 TRE Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais, Conotação e Denotação

 

No texto acima, foi empregado em sentido conotativo o vocábulo

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19Jrl+FynEYJbkh7K7u645qfbRiJfZlLuM=
INFORMÁTICA
Questão 121014
CESPE 2018 TCE Windows 7, Organização de Arquivos, Pastas e Programas, Sistemas Operacionais, Windows

Acerca do uso do Windows Explorer (WE) para o gerenciamento de arquivos, pastas e programas sob os sistemas Windows Vista e Windows 7 Professional, assinale a opção correta.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18CrKbYK+TjU/fbYnF7eur/TJwojG1Shi4=
Questão 121016
CESPE 2018 TRE Linux, Sistemas Operacionais

A distribuição do Linux de código aberto que se caracteriza por ser não comercial, amplamente utilizada e baseada na Debian/GNU, denomina-se

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19dIjVThWW5hb+baoANGAMeVeaYWTpive0=
Questão 121019
CESPE 2018 IF-FARROUPILHA-RS Linux, Sistemas Operacionais

No sistema operacional Linux, por meio do comando cd /iff/ digitado em um terminal, um usuário que possua todos os privilégios necessários poderá

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/+VFyy+wr3+1Li66HU5fTdf6NnMLtAVvA=
Questão 121045
CESPE 2018 IF-FARROUPILHA-RS Internet / Intranet, Redes de Computadores Conceitos Gerais, Redes de Computadores, Conceitos e Ferramentas Relacionadas com a Internet

No funcionamento normal entre duas redes diferentes, o firewall é o elemento de controle entre elas e trabalha na camada de rede e de transporte da pilha TCP/IP. Na situação precedente, para permitir que um servidor web convencional funcione normalmente em uma rede e que um cliente o acesse de outra rede passando pelo firewall, a porta padrão e o protocolo de transporte a serem utilizados são, respectivamente, a

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19N8hVKdrusVkHZ42pjsVqV6VwepDvkxYc=
Questão 121020
CESPE 2018 IF-FARROUPILHA-RS Linux, Sistemas Operacionais

A respeito da estrutura de diretórios e sua principal finalidade no Linux e distribuição Ubuntu Server padrão, é correto afirmar que

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18N5Yj82fw/YNUK/KGrrh90rLNzbaAD6kg=
DIREITO PROCESSUAL PENAL
Questão 111087
CESPE 2015 TJDFT Ação Penal

Com relação ao inquérito policial e à ação penal, julgue o item que se segue.

A doutrina e a jurisprudência majoritárias admitem o denominado arquivamento implícito, que consiste no fato de o oferecimento de denúncia pelo Ministério Público por apenas alguns dos crimes imputados ao indiciado impedir que os demais sejam objeto de futura ação penal.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19+U4mOakqTThO/epBfmdVi7sbOmA9lEs4=
Questão 111109
CESPE 2015 TRE Jurisdição e Competência

Considere que determinado juiz titular da justiça eleitoral de uma comarca do estado de Mato Grosso, regularmente investido na função, sem dolo, tenha prolatado sentença em processo de competência do tribunal do júri. Nessa situação hipotética, o ato praticado pelo juiz configura 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/wOohROMnQE2wyKfoYlla1x9dKH19qA2o=
Questão 111179
CESPE 2015 STJ Disposições Constitucionais Aplicáveis ao Direito Processual Penal

Tendo em vista que a atividade de segurança é abrangente e envolve técnicas operacionais, armamento, técnicas de tiro e de defesa pessoal, julgue o item a seguir. 


A casa é um asilo inviolável, no entanto, a busca domiciliar, mediante mandado judicial, poderá ser feita durante o dia ou à noite.

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1995MZHRwMxeBmQ1qJZv6Q1Ef4o3npyI90=
Questão 111090
CESPE 2015 TJDFT Lei Das Interceptações Telefônicas (Lei 9296/96)

Julgue o item subsequente, em relação à prova, ao instituto da interceptação telefônica e à citação por hora certa.

A interceptação telefônica, para fins de investigação criminal ou instrução processual penal, somente será permitida quando, havendo indícios razoáveis de autoria ou participação em infração, a prova não puder ser obtida por outros meios disponíveis, e quando o fato investigado constituir infração penal para a qual se preveja, ao menos, pena de detenção.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+ibde77dBNJWrb3nyExo03UHJlct+TQF0=
Questão 111088
CESPE 2015 TJDFT Meios de Prova, Prova

Julgue o item subsequente, em relação à prova, ao instituto da interceptação telefônica e à citação por hora certa. 


Em processo penal, a citação por hora certa do réu que se oculte para não ser citado segue os procedimentos previstos no Código de Processo Civil, de modo que, caso o réu não compareça em juízo nem constitua advogado, ficam suspensos o processo e o curso do prazo prescricional, podendo o juiz, se for o caso, determinar a produção antecipada de provas consideradas urgentes. 

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19uk4wmoHxEPgD5BCYPF8d082zb6a9GaZA=
Questão 111091
CESPE 2015 TJDFT Prisão Preventiva, Prisão, Liberdade Provisória e Medidas Cautelares Alternativas à Prisão

Com relação à prisão, julgue o próximo item.

A prisão preventiva, medida excepcional, nos termos do Código de Processo Penal, pode ser automaticamente decretada em caso de descumprimento de medida protetiva de urgência relativa a crime que envolva violência doméstica contra a mulher. 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/Rya1aiP9ogoDrbcK+ipl0jWuUzjxhhTo=
Questão 111110
CESPE 2015 TRE Prisão Temporária (Lei 7960/89), Prisão, Liberdade Provisória e Medidas Cautelares Alternativas à Prisão

A respeito da prisão temporária, assinale a opção correta. 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/++fz53qsFp0j39zT1W9FTMTp61TprxUA=
Questão 111113
CESPE 2015 TRE Sujeitos do Processo

Conforme disposição expressa no Código de Processo Penal, o magistrado estará impedido de atuar no processo, sob pena de acarretar sua nulidade absoluta, se 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18IARdlgAHx3YvWC/iRJVd1dcV7h45WCKU=
DIREITO PENAL
Questão 124941
CESPE 2019 A CASA DAS QUESTÕES Princípios Penais, Aplicação da Lei Penal

De acordo com o entendimento do STJ, é aplicável o princípio da insignificância na hipótese de crime.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+B1aRbg7OPzA6iEpeVPMcEx+2pSoUHjNo=
Questão 82416
CESPE 2014 TJ Lei Maria da Penha (Lei 11340/06), Inquérito Policial, Ação Penal, Princípios Processuais Penais, Nulidades, Prisão Preventiva, Leis Penais Especiais, Prisão, Liberdade Provisória e Medidas Cautelares Alternativas à Prisão

Julgue o item seguinte, conforme o entendimento dominante dos tribunais superiores acerca da Lei Maria da Penha, dos princípios do processo penal, do inquérito, da ação penal, das nulidades e da prisão.

 

Conforme entendimento do STJ, não se concede o direito de recorrer em liberdade ao réu que permanece preso durante a instrução do processo, uma vez que a manutenção da prisão constitui um dos efeitos da respectiva condenação.

 

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1//gI+0hin5sKaax9rtNJkxhMagNiH/d70=
Questão 111086
CESPE 2015 TJDFT Lei Maria da Penha (Lei 11340/06), Leis Penais Especiais

Com relação ao inquérito policial e à ação penal, julgue o item que se segue.

Segundo o entendimento jurisprudencial dos tribunais superiores, para a persecução penal relativa a crime de lesão corporal praticado no contexto de violência doméstica contra a mulher, é necessária a representação da ofendida. 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19cItlFa7GtpdGg09FGvR3xCBxgsQw1tTU=