Resolver Questões Estude resolvendo o conjunto de questões

DIREITO ADMINISTRATIVO
Questão 170611
CESPE 2019 TRE

O direito administrativo consiste em um conjunto de regramentos e princípios que regem a atuação da administração pública, sendo esse ramo do direito constituído pelo seguinte conjunto de fontes:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/mNe6TdegZ3XDzcx9DCPA9UopSJJJQbX0=
Questão 170631
INAZ DO PARÁ 2019 CRF Bens Públicos

De acordo com a legislação vigente, bens públicos são todos os bens móveis ou imóveis cuja titularidade pertence às pessoas jurídicas de Direito Público. Dentre elas a União, os Estados, o Distrito Federal, os Municípios, as Autarquias, as Fundações Públicas de Direito Público e as Associações Públicas. Assim, analise as características de bens públicos apresentadas no quadro a seguir.

Abrangem bens imóveis (repartições estatais) e bens móveis necessários ao desempenho de atividade administrativa estatal.

Aplicados ao desempenho das atividades estatais, configurem elas ou não serviço público.

Podem ser de titularidade de pessoa pública ou privada.

Pode-se dizer que tais características representam bem público: 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/UIoKiP06BEIDodXCuROqC/+I3oDaWGOc=
Questão 170629
INAZ DO PARÁ 2019 A CASA DAS QUESTÕES Bens Públicos

Várias são as classificações dos bens públicos. Algumas são oferecidas pelos autores e outras, pela legislação. A classificação embasada pela legislação, considerada de maior utilidade, é indicada pelo Art. 99 do Código Civil e diz que: 

I - “São bens que constituem o patrimônio das pessoas jurídicas de direito público, como objeto de direito pessoal, ou real, de cada uma das entidades”.

II - “São bens tais como edifícios ou terrenos destinados a serviço ou estabelecimento da administração federal, estadual, territorial ou municipal, inclusive os de suas autarquias”. 

Os bens públicos apontados nas assertivas I e II são, respectivamente:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18p1y8wvtFssZc+FPbyg9RuItNUJCkr0TA=
Questão 121245
FCC 2018 TRT Conceitos Introdutórios sobre Agentes Públicos, Lei 8.112/90 – Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais

A Lei no 8.112/1990 estabelece o Regime Jurídico dos Servidores Públicos

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19NPcRCF83WQo2d9nRM0IqrjxB7YYj5bCs=
Questão 170616
CESPE 2019 TRF

Acerca da administração indireta, das formas de intervenção do Estado e do direito administrativo econômico, assinale a opção correta.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/9Bo+wepF8InROAYW42DK2DdX77wCTNqM=
RACIOCÍNIO LÓGICO
Questão 120091
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Raciocínio Lógico

Joaquim investiu em um fundo de investimento. Após um mês esse fundo havia se

desvalorizado 10%. Joaquim quer retirar seu dinheiro do fundo quando houver uma

valorização de 8% em relação ao que ele havia aplicado inicialmente. Para que isso

aconteça é necessário que esse fundo valorize-se o equivalente a

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/qgaYJbf3tVDoWiHrWdoiybxAvEexJ4M8=
Questão 122290
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Raciocínio Lógico

Uma mercadoria comprada por R$ 1.400,00 será vendida com lucro de 20% sobre o preço

de compra acrescido com 15% de imposto. Nessas condições, o preço de venda dessa

mercadoria, deve ser igual a

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18bmNdxTsTM7nigGGMJupazktUFdPhhH0Y=
Questão 120076
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Raciocínio Lógico

Considere as seguintes afirmações:


I. Agnes é atriz ou Bernardo não é diretor.

II. Cíntia é estilista e Dinorá não é cantora.

III. Elivaldo não é segurança ou Fred é assistente.

IV. Se Bernardo é diretor, então Elivaldo não é segurança.


Sabe-se que as afirmações I e IV são falsas e que as afirmações II e III são verdadeiras.

Sendo assim, é logicamente VERDADEIRA a alternativa

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/TTAN+mrFGsIRy3QuodLgTcBSfWvo63FQ=
Questão 122291
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Raciocínio Lógico

Amanda, Manuela, Patrícia, Olívia e Daniela fizeram uma mesma prova, cuja nota mais

alta, dentre elas, foi 18. Amanda obteve a metade da nota conquistada por Manuela.

Patrícia tirou nota equivalente à média aritmética das notas de Daniela e Manuela. Olívia

obteve a mesma nota que Daniela, e o triplo da nota de Amanda. A segunda maior nota

dentre as cinco pessoas foi igual a

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/XO3gUBrD1Hmyt1PZB6xXXxvR6CoP6BCk=
Questão 120079
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Matemática Básica, Raciocínio Lógico

Um condomínio residencial com 12 apartamentos, cada um ocupado com apenas uma

pessoa, pretende formar uma comissão para fazer uma auditoria de suas contas. Ficou

decidido que essa comissão deve ter 2, 3, 4 ou 5 pessoas. Além disso, há exatamente 6

apartamentos cujos moradores declararam que não desejam participar da comissão; os

demais não se opõem à participação. Dessa forma, a quantidade de possibilidades para a

composição dessa comissão é

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+tLF3BPNbP5W/B12th1g42Xdd3cNaYmjE=
DIREITO CONSTITUCIONAL
Questão 173953
IBADE 2019 SEJUS Remédios Constitucionais

O remédio constitucional que deve ser utilizado sempre que a falta de norma regulamentadora torne inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à nacionalidade, à soberania e à cidadania corresponde ao(à):

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19fXU2nX4ErtkrcWTvAeSzDN7UVIKb9w6o=
Questão 170077
FCC 2019 TCE Direito Constitucional

Sicrano, filho de mãe brasileira e pai egípcio, nascido durante período em que seus pais eram estudantes universitários na França, veio, após a maioridade, a residir no Brasil, onde pretende viver pelo resto de sua vida. Nos termos da Constituição da República, Sicrano


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19RpDS/v4apPNRozKEb7r+0GCANS+JbO3g=
Questão 170018
FUNDATEC 2019 AL-RS Direito Constitucional

No que diz respeito aos princípios fundamentais da Constituição da República Federativa do Brasil, analise as seguintes afirmações:

I. A valorização do trabalho e da livre iniciativa é considerada expressamente um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil.

II. O pluralismo político e a soberania são considerados fundamentos da República Federativa do Brasil.

III. É considerado princípio expresso das relações internacionais da República Federativa do Brasil a intervenção para fins humanitários e manutenção da paz.

Quais estão corretas?


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19Bq0zek056Nhx6tjNy4rEXQbqo7kvEsTI=
Questão 170028
CESPE 2019 SEFAZ Direito Constitucional

Nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual penal, a quebra do sigilo de comunicações telefônicas pode ser determinada


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+sxX57e/JYc4DSHG2565qHbz2TtOdULxo=
Questão 170078
FGV 2019 MPE Direito Constitucional

Peter, filho de John e Mary, ambos de nacionalidade norte-americana, nasceu no território brasileiro quando seus pais, trabalhadores em uma indústria nos Estados Unidos da América, aqui estavam em gozo de férias. Utilizando-se as normas constitucionais afetas à nacionalidade como referência, é correto afirmar  que Peter


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/QY7eN6hRoQObzP6W5S4Xybhm682Eze4w=
Questão 170051
FCC 2019 Câmara Legislativa Direito Constitucional

De acordo com o texto da Constituição Federal, com relação ao direito de greve, é correto afirmar que


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/puYPpRYwkosZ+THwg7PW1JGltmYjXB1s=
Questão 170024
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Direito Constitucional

Ao dispor sobre o direito de reunião, a Constituição brasileira



Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+nDJ7MnLNFE/d2ptParVu3+X46WSsIGKo=
Questão 170057
FGV 2019 PREFEITURA DE NITERÓI-RJ Direito Constitucional

Peter, cidadão alemão casado com Maria, cidadã brasileira, veio a falecer deixando diversos bens no território brasileiro. Tão logo ocorreu o óbito, Maria, cônjuge sobrevivente, procurou um advogado e solicitou informações a respeito da lei que regularia a sucessão, se seria a brasileira ou a alemã. À luz da sistemática constitucional, o advogado deve responder que a sucessão será regulada


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+xajxm6KCWd8ykP6Z5GCkt7xI302t0vgk=
Questão 170066
FCC 2019 SECAD Direito Constitucional

Em uma situação hipotética, Carlos Lúcio, professor titular de Direito Penal de Universidade do Rio de Janeiro, nascido em Madri, Espanha, de tradicional família de juristas lusitanos, com apenas 37 anos de vida já tem 12 livros publicados, além de ter também larga experiência como pregador evangélico em sua terra natal, de onde saiu aos 25 anos de idade. Todavia, ele teve sua indicação ao cargo de Ministro do Supremo Tribunal Federal rejeitada. Isso ocorreu porque Carlos Lúcio, pelas regras da Constituição Federal de 1988, NÃO


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19R9TgMOgMQoUrQHt76TUP4oCHhFe42T1k=
Questão 170094
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Direito Constitucional

Em caso de desobediência à ordem ou decisão judiciária, cabe ser decretada intervenção federal mediante requisição do


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18S4LcWp3XNm0fzJmPIthQulsYty/LPYvI=
PORTUGUÊS
Questão 170332
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

"Charles Chaplin (1889-1977) tornou-se personalidade importante como ator, dançarino, diretor e

produtor inglês, depois mais reconhecido como 'Carlitos'. Esse grande intérprete foi o nosso mais famoso artista

cinematográfico da era do cinema mudo. Ele ficou notabilizado por sua produção cinematográfica e também por

suas mímicas e comédias do gênero pastelão, sendo estas muito apreciadas pelo grande público. O

personagem que mais marcou sua carreira foi 'O Vagabundo' (The tramp), um andarilho pobretão com as

maneiras refinadas e a dignidade de um cavalheiro, sempre vestido com um casaco esgarçado, calças e

sapatos desgastados e mais largos que o seu número, um chapéu coco, uma bengala e seu marcante bigode".


A coesão do texto é construída principalmente a partir do emprego de

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18/qocHsQv+RcEQ8wPARgixJMGR51O9IvA=
Questão 128532
CESGRANRIO 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Água — a economia que faz sentido


A água é um recurso finito e não tão abundante quanto pode parecer; por isso deve ser economizada. Essa é

uma noção que só começou a ser difundida nos últimos anos, à medida que os racionamentos se tornaram

mais urgentes e necessários, até mesmo no Brasil, que é um dos países com maior quantidade de reservas

hídricas — cerca de 15% do total da água doce do planeta. Não é por acaso que cada vez mais pessoas e

organizações estão se unindo em defesa de seu uso racional. Segundo os cientistas da Organização das

Nações Unidas (ONU), no século 20 o uso da água cresceu duas vezes mais que a população. A situação é tão

preocupante que existe quem preveja uma guerra mundial originada por disputas em torno do precioso

líquido.


Para não se chegar a esse ponto, a saída é poupar — e o esforço tem de ser

coletivo. “São questões de comportamento que se encontram no centro da crise”,

diz o relatório da ONU sobre água no mundo. A ideia de que sobra água se deve

ao fato de que ela ocupa 70% da superfície terrestre. Mas 97,5% desse total é

constituído de água salgada. Dois terços do restante se encontram em forma de

gelo, nas calotas polares e no topo de montanhas. Se considerarmos só o estoque

de água doce renovável pelas chuvas, chegamos a 0,002% do total mundial.


Mesmo a suposta fartura hídrica do Brasil é relativa. A região Nordeste, com 29% da população, conta com

apenas 3% da água, enquanto o Norte, com 7% dos habitantes, tem 68% dos recursos. Até na Amazônia, pela

precária infraestrutura, há pessoas não atendidas pela rede de distribuição. Portanto, a questão muitas vezes

não se resume à existência de água, mas às condições de acesso a um bem que deveria ser universal.


Somados os dois problemas, resulta que 40% da população mundial não contam com abastecimento de

qualidade. Cinco milhões de crianças morrem por ano de doenças relacionadas à escassez ou à contaminação

da água. Sujeira é o que não falta: 2 milhões de toneladas de detritos são despejados em lagos, rios e mares no

mundo todo dia, incluindo lixo químico, lixo industrial, dejetos humanos e resíduos de agrotóxicos.


A forma verbal destacada atende às exigências de concordância da norma-padrão da língua

portuguesa em

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/kwHfc8pr6DQ01oayWHCgfGUiJnoUBo00=
Questão 128575
FUNDATEC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Se o Mayflower, o barco dos pioneiros colonos ingleses – os chamados Peregrinos, que saíram de Plymouth, na

Inglaterra, rumo à América do Norte –, estivesse cheio de garrafinhas plásticas de água, esse lixo ainda restaria entre

nós, quatro séculos depois. Se os Peregrinos tivessem feito o que muita gente costuma fazer, jogado ao mar garrafas e

embalagens, as ondas e a radiação solar no Atlântico teriam desgastado todos esses objetos de plástico, reduzindo-os a

fragmentos minúsculos. Esses fragmentos poderiam estar flutuando até agora nos oceanos do planeta, absorvendo

toxinas que iriam aderir ______ já presentes neles, e acabariam sendo ingeridos por algum peixe ou ostra. E talvez

terminassem no prato de um de nós.


“Temos de ser gratos aos pioneiros por não usarem nada de plástico”, pensei pouco tempo

atrás, no trem que me levava até Plymouth, na costa sul da Inglaterra. O motivo da viagem

era entrevistar uma pessoa que me ajudaria a entender a confusão em que estamos

metidos graças aos resíduos plásticos, sobretudo nos mares. Como o plástico só foi

inventado no final do século 19, e a sua produção tornou-se de fato relevante por volta de

1950, temos de lidar com meros 8,3 bilhões de toneladas do material. Desse total, mais de

6,3 bilhões já viraram resíduos, _______ a quantidade assombrosa de 5,7 bilhões de

toneladas jamais ______ por nenhum tipo de reciclagem – resultado que chocou os

cientistas que calcularam tais números em 2017.


Ninguém faz ideia da efetiva proporção desse lixo plástico não reciclado que acaba nos oceanos. Em 2015, uma

professora que leciona engenharia ambiental na Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, atraiu a atenção geral

com uma estimativa: a cada ano, entre 4,8 milhões e 12,7 milhões de toneladas de resíduos chegam ao mar. A maior

parte do lixo não vem dos navios, como explicam ela e os seus colegas, mas é descartada em terra e nas margens dos

rios, sobretudo na Ásia. Só depois tais resíduos são carregados, pelo vento e pela água, até o oceano. Basta

imaginarmos 15 sacolinhas repletas de tralha plástica boiando a cada metro de toda a linha da costa ao redor do

mundo: isso corresponderia ______ de 8 milhões de toneladas, a sua estimativa média da quantidade de lixo que os

oceanos recebem a cada ano. E não está claro quanto tempo leva para esse plástico se desintegrar por completo em

suas moléculas constituintes. As estimativas variam de 450 anos a nunca.


Por outro lado, é bem provável que todo esse plástico venha causando a morte de milhões de

animais marinhos a cada ano. Já se comprovou que quase 700 espécies, incluindo algumas em risco

de extinção, foram afetadas por resíduos plásticos. Em algumas delas, o dano é evidente, como os

animais estrangulados por itens descartados: sacolas, redes de pesca etc. Em muitos outros casos,

porém, os prejuízos são invisíveis ......... espécies de todos os tamanhos, de plâncton a baleias, agora

ingerem micropartículas de plástico, fragmentos ínfimos que medem menos de 5 milímetros. No

Havaí, em uma praia que aparentemente deveria estar intocada (pois não há acesso por estrada

pavimentada), senti os meus pés afundando em crepitantes micropartículas de plástico. Depois

dessa experiência, entendi .......... há pessoas que veem no acúmulo de resíduos plásticos nos

oceanos um sinal de catástrofe iminente, algo tão alarmante quanto as mudanças climáticas.


Assinale a alternativa em que a justificativa da acentuação gráfica das palavras do texto está

INCORRETA.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18pmQzu4rWBj2BQ2Cy0MPeMZdX2iXclQho=
Questão 128515
CESGRANRIO 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

O vício da tecnologia


Entusiastas de tecnologia passaram a semana com os olhos voltados para uma exposição de novidades

eletrônicas realizada recentemente nos Estados Unidos. Entre as inovações, estavam produtos relacionados a

experiências de realidade virtual e à utilização de inteligência artificial — que hoje é um dos temas que mais

desperta interesse em profissionais da área, tendo em vista a ampliação do uso desse tipo de tecnologia nos

mais diversos segmentos.


Mais do que prestar atenção às novidades lançadas no evento, vale refletir sobre o motivo que nos leva a

uma ansiedade tão grande para consumir produtos que prometem inovação tecnológica. Por que tanta gente

se dispõe a dormir em filas gigantescas só para ser um dos primeiros a comprar um novo modelo de

smartphone? Por que nos dispomos a pagar cifras astronômicas para comprar aparelhos que não temos

sequer certeza de que serão realmente úteis em nossas rotinas?


A teoria de um neurocientista da Universidade de Oxford (Inglaterra) ajuda a

explicar essa “corrida desenfreada” por novos gadgets. De modo geral, em nosso

processo evolutivo como seres humanos, nosso cérebro aprendeu a suprir

necessidades básicas para a sobrevivência e a perpetuação da espécie, tais como

sexo, segurança e status social.


Nesse sentido, a compra de uma novidade tecnológica atende a essa última

necessidade citada: nós nos sentimos melhores e superiores, ainda que

momentaneamente, quando surgimos em nossos círculos sociais com um produto

que quase ninguém ainda possui.


Foi realizado um estudo de mapeamento cerebral que mostrou que imagens de produtos tecnológicos ativavam partes do

nosso cérebro idênticas às que são ativadas quando uma pessoa muito religiosa se depara com um objeto sagrado. Ou seja,

não seria exagero dizer que o vício em novidades tecnológicas é quase uma religião para os mais entusiastas.


O ato de seguir esse impulso cerebral e comprar o mais novo lançamento tecnológico dispara em nosso cérebro a liberação

de um hormônio chamado dopamina, responsável por nos causar sensações de prazer. Ele é liberado quando nosso

cérebro identifica algo que represente uma recompensa.


O grande problema é que a busca excessiva por recompensas pode resultar em comportamentos impulsivos, que incluem

vícios em jogos, apego excessivo a redes sociais e até mesmo alcoolismo. No caso do consumo, podemos observar a

situação problematizada aqui: gasto excessivo de dinheiro em aparelhos eletrônicos que nem sempre trazem novidade ––

as atualizações de modelos de smartphones, por exemplo, na maior parte das vezes apresentam poucas mudanças em

relação ao modelo anterior, considerando-se seu preço elevado. Em outros casos, gasta-se uma quantia absurda em algum

aparelho novo que não se sabe se terá tanta utilidade prática ou inovadora no cotidiano.


No fim das contas, vale um lembrete que pode ajudar a conter os impulsos na hora de

comprar um novo smartphone ou alguma novidade de mercado: compare o efeito

momentâneo da dopamina com o impacto de imaginar como ficarão as faturas do seu

cartão de crédito com a nova compra.


O choque ao constatar o rombo em seu orçamento pode ser suficiente para que você

decida pensar duas vezes a respeito da aquisição.


De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, o acento grave indicativo da crase

deve ser empregado na palavra destacada em

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+lMvhy9nOtRKu2B87Vgnu2dfJl2jK84vI=
Questão 128588
FUNDATEC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Famílias postiças contra a sigilosa epidemia da solidão


Rosa enviuvou em agosto e desde então carrega nos ombros um pesado silêncio. Só o telefonema de uma amiga todos

os dias ___ nove da noite diminui um pouco o seu vazio. Rosa vive na Galícia, uma região chuvosa no norte da Espanha,

onde impera o caráter introspectivo e estoico. Além disso, ela mora em uma aldeia, em Betanzos (província de A

Coruña) que há anos não para de perder população. Esse telefonema é praticamente o único momento em que se

comunica com alguém. “Conversamos durante meia hora. Não criticamos ninguém, mas comentamos coisas e a faço

rir”, conta Pilar, a voz amiga de Rosa e uma das colaboradoras do projeto de iniciativa da ordem religiosa dos

franciscanos na Galícia para combater a epidemia silenciosa da solidão, que se estende sem freio nos lares ocidentais.


Enquanto no Reino Unido o Governo acaba de criar uma Secretaria de Estado contra a Solidão, em Betanzos foi

colocado ___ disposição o convento de San Francisco de Betanzos – sem vida desde que ...... dois anos as últimas freiras

residentes cruzaram a porta – para criar uma família com pessoas “que estejam ou se sintam sozinhas”. Os participantes

passariam o dia nas instalações, tomando café da manhã, almoçando e jantando, compartilhando a lavanderia e os

gastos, fazendo companhia uns aos outros.


“Não se trata de uma unidade de atendimento ___ terceira idade nem de beneficência,

nem de um local social, mas de um espaço de autogestão que não se financia com

subvenções e no qual queremos imitar o ambiente de uma família qualquer, com liberdade

para entrar e sair sem compromisso e sem exigências de vínculo religioso”, explica o frei

Enrique Roberto Lista sobre um projeto aberto ___ moradores de qualquer prefeitura e

cujos responsáveis gostariam de estender no futuro a outros edifícios eclesiásticos vazios,

como as casas sacerdotais das paróquias.


Se no Brasil o número de pessoas que vivem sós duplicou entre 2005 e 2015, sobretudo entre as com mais de 60 anos,

segundo o IBGE, na Espanha a situação não é melhor. Ali vivem sozinhas cerca de 4,5 milhões de pessoas, segundo os

dados apresentados pelos franciscanos. Mais de 70% das almas que habitam esses lares sofrem de solidão, um

problema que afeta igualmente mais da metade de quem tem companhia em suas casas.


O projeto começou a ser posto em prática em Betanzos com nove mulheres e, conforme explica a trabalhadora social

Antía Leira, vem enfrentando dificuldades para superar “o estigma da solidão, a vergonha”. “É difícil para as pessoas

que a sofrem reconhecer a situação e até mesmo identificá-la porque muitas vezes convivem com alguém”, afirma

Leira. “É uma necessidade oculta: todo mundo admite o problema, e as notícias de idosos que morrem sem que

ninguém fique sabendo se multiplicam, mas custa dar o passo para combatê-la.”


Uma solidão mais uma solidão é companhia, o remédio para o problema está nas pessoas que

sofrem esse ......”, observa o frei Lista, criador do projeto, enquanto no refeitório deste convento do

século XIV os primeiros membros passam um ao outro a cafeteira e as bandejas de biscoitos e bolos.

A amiga de Pilar que se sente tão sozinha ainda não deu o passo para se integrar ___ essa família

postiça: “É desconfiada e retraída, e isso lhe custa, mas eu digo que isto seria fantástico para ela se

oxigenar.”


A tristeza pelo isolamento social não é um achaque só da idade. “Há pessoas muito jovens que

também estão sós”, diz Adriana García, colaboradora do projeto. “Esta sociedade te empurra para a

solidão. Há menos filhos, a família se dispersa, por um lado as tecnologias te conectam, mas por

outro te levam a se fechar. E ...... jornadas de trabalho que não te deixam tempo para a amizade e a

família. Racionalizar os horários seria uma grande contribuição para combater isso.”


A respeito das ideias presentes no texto, analise as seguintes assertivas:


I. Entende-se, pelo texto, que uma das causas da solidão na população jovem atual é o paradoxo da

tecnologia, que, ao mesmo tempo em que te possibilita a conexão fácil com pessoas, te isola de alguma

forma.


II. O projeto das “famílias postiças” exposto pelo texto tem como objetivo fornecer companhia às pessoas

sozinhas e tentar, dessa forma, combater a solidão, a qual é difícil de ser reconhecida pelas pessoas que a

sofrem.


III. A partir do texto, infere-se que é possível combater a solidão da população em geral dedicando menos

tempo à vida profissional e às tecnologias.


Quais estão corretas?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1//MVeieyfFMZ9FkZEh5nWppKC8YRAuK8c=
Questão 128002
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

O escritor francês Júlio Verne é considerado por muitos o pai da ficção científica.

Suas obras influenciaram gerações e inspiraram filmes e séries de TV. Há quase cem

filmes baseados em mais de 30 livros assinados por ele.


Júlio Verne nasceu na cidade de Nantes em fevereiro de 1828. Sua verdadeira

paixão eram as viagens, que na época eram feitas principalmente de navio. Aos 11

anos, ele fugiu de casa para se tornar marinheiro. Na primeira escala, porém, seu

pai conseguiu apanhá-lo − e depois quem apanhou foi o pequeno Verne. Reza a

lenda que ele teria jurado não voltar a viajar, a não ser


em sua imaginação e fantasia.


Um dos fatos que mais chamam a atenção em suas obras são as previsões feitas

pelo escritor que se concretizaram séculos depois. Por exemplo, oitenta anos antes

dos noticiários televisivos surgirem, Júlio Verne descreveu a alternativa para os

jornais: "Em vez de ser impresso, o ‘Crônicas da Terra’ seria falado, teria assinantes

e partiria de conversas interessantes dos repórteres e cientistas que contariam as

notícias do dia". Ele também imaginou o “fonotelefoto”, que seria usado pelos

repórteres para registrar e transmitir sons e imagens.


De acordo com o texto, Júlio Verne

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+Rhl4C/HKyiNz7OMgvR9Jt8jd8ZBXkTS0=
Questão 170343
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Salas de aula transformando o sertanejo


1º Ao longo de anos, o sertão do Rio Grande do Norte foi subjugado às intempéries da seca que expulsou milhares de

sertanejos de suas origens em busca de água e sobrevivência. Numa revolução inimaginável para a maioria dos moradores das

terras mais áridas do estado, cujas precipitações médias anuais são inferiores a 800 milímetros, a educação se tornou o meio de

transformação social, cultural e econômica. Hoje, por entre os cactos que povoam a caatinga, surgem institutos federais,

faculdades, universidades e a primeira Escola Multicampi de Ciências Médicas do Brasil. Em uma década, o número de

instituições de ensino superior no estado cresceu 33,3% e expandiu o número de vagas em 125,38%. O sertão do flagelo da

seca se transformou no chão das oportunidades e do resgate de sonhos.


2º “Não existia perspectiva. Meu pai era analfabeto. Eu cresci estudando em escola pública e numa família carente”, relembra

Anderson Fernandes, 26 anos, formado em Odontologia pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN-Campus

Caicó). Nascido numa família que enfrentou inúmeras dificuldades ao longo dos anos, a falta de perspectiva de mudança não

fez o estudante esmorecer, como se diz em Caicó. Formado há dois anos, hoje servidor público e aluno do Curso de Mestrado

em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Fernandes é apenas um exemplo dos milhares de

jovens do interior do estado que se beneficiaram com o processo de interiorização da educação superior. De 2006 a 2016, o

número de instituições de ensino desse perfil saiu das 21 para 28, entre públicas e privadas, conforme dados mais recentes do

Censo da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).


3º A UERN, na qual Anderson Fernandes se formou, abriu os cursos de Odontologia e

Enfermagem, em Caicó, em 2006. “A UERN tem papel crucial na interiorização do ensino

superior. Ela foi pioneira na instalação de cursos da área da Saúde no Seridó”, destaca Álvaro

Lima, diretor do Campus da UERN em Caicó. Desde então, os alunos que antes migravam

para outras cidades potiguares ou até mesmo para a Paraíba passaram a permanecer em

Caicó.


4º Na mesma década, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, o IFRN, multiplicou por

10,5 o número de unidades instaladas no estado. Em 2006, eram apenas duas – uma em Natal e outra em Mossoró. Hoje, 21

institutos oportunizam a entrada de milhares de alunos no ensino médio, no técnico, na graduação e na pós-graduação.


5º No âmbito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o processo de interiorização do ensino superior remonta

à década de 1970, com a abertura dos cursos de Letras, Administração, Estudos Sociais, Pedagogia, História e Engenharia de

Minas em Caicó. Naquela época, os cursos eram ministrados num prédio cedido pela Diocese de Caicó. Anos depois, com a

inauguração do Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES), com três blocos de aulas num terreno de 10 hectares, ocorreu a

ampliação do número de graduações e de professores e a expansão das atividades para a cidade vizinha, Currais Novos.


6º No Oeste do Rio Grande do Norte, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) iniciou um processo de expansão

com a transformação em universidade federal em 2005. Antes, funcionava como Escola Superior de Agricultura de Mossoró

(ESAM). Desde então, criou novos cursos e abriu três campi avançados em Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros. Na

atualidade, a UFERSA oferece 22 cursos de graduação e 24 de pós-graduação. A comunidade estudantil é de 10.345 alunos

somente nos cursos presenciais. “A interiorização do ensino superior pode ser considerada o maior programa de inclusão do

Governo Federal, na medida em que tem levado pesquisa, ensino e desenvolvimento a locais que antes estavam longe de

grandes centros universitários. A UFERSA é um profícuo exemplo disso”, declara o reitor José de Arimatea de Matos.


7º Expandir a interiorização do Ensino Superior, principalmente nos cursos da área da Saúde, deve

ser uma meta prioritária da UFRN. Um dos objetivos da Escola Multicampi de Ciências Médicas é ter,

em seu quadro, 86 docentes. Para isso, alguns desafios deverão ser vencidos. Um deles é o

financeiro. Em comum, a UERN, a UFERSA e a UFRN sofrem com a falta de recursos. O custeio

para o Curso de Medicina de Caicó, por exemplo, foi zerado em 2018. Por ano, de acordo com

George Dantas de Azevedo, a UFRN repassa R$ 1,3 milhão para pagamento de despesas básicas. O

desafio deste ano será financiar o internato dos estudantes da primeira turma, iniciada em 2014, que

migrarão para a prática acadêmica no Hospital Universitário Ana Bezerra, em Santa Cruz. Na UERN,

o orçamento aprovado para este ano é R$ 71 milhões menor que o previsto para 2017.


“Não existia perspectiva[1]. Meu pai era analfabeto. Eu cresci estudando em escola pública e numa família carente”,

relembra[2] Anderson Fernandes, 26 anos, formado em Odontologia pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte

(UERN -Campus Caicó). Nascido numa família que enfrentou inúmeras dificuldades ao longo dos anos, a falta de perspectiva

de mudança não fez o estudante esmorecer, como[3] se diz em Caicó. Formado há dois anos, hoje servidor público e aluno

do Curso de Mestrado em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Fernandes é apenas um

exemplo dos milhares de jovens do interior do estado que se beneficiaram com o processo de interiorização da educação

superior. De 2006 a 2016, o número de instituições de ensino desse perfil saiu das 21 para 28, entre públicas e privadas,

conforme dados mais recentes do Censo da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Anísio Teixeira (Inep).


No contexto em que surge, o elemento linguístico [3] é uma

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX183iQ7rU8WazxCsbmhI7mLeagAAVSQbejA=
Questão 120988
FCC 2018 ADAGRI Sintaxe do Período (Coordenadas e Subordinadas / Nexos)

Diógenes de Sínope viveu no ano 336 a.C., em Corinto. Alexandre Magno, rei da Macedônia, foi ao seu encontro, para satisfazer o desejo de falar com o grande sábio. Ao encontrá-lo, disse-lhe: − Sou Alexandre, rei da Macedônia.

E aproximou-se tanto do velho filósofo, que sua sombra se projetou sobre ele.

Respondeu Diógenes: − Eu sou Diógenes, o cínico.

Alexandre, vendo o estado de fragilidade material do velho filósofo, que não acreditava em bens materiais, disse-lhe: − Ó Diógenes, formula um desejo, e eu farei com que ele se cumpra, por mais difícil que seja!

Entre os dois, estabeleceu-se um silêncio. Diógenes encontrava-se na mesma posição, à sombra do rei da Macedônia. E respondeu: − Afasta-te, não me tapes o sol.

Alexandre atendeu ao pedido e afastou-se rapidamente.

A resposta de Diógenes ficou para a história, como expressão de humildade, desapego e desprendimento. Ele não queria mais do que a luz do sol, um bem que não precisava do poder do rei para ser usufruído.

 

(Adaptado de: NETO, Aureliano. Sei lá, a vida tem sempre razão. www.oprogressonet.com)

 

“E aproximou-se tanto do velho filósofo, que sua sombra se projetou sobre ele.”

A atuação combinada dos vocábulos em destaque articula as orações, na ordem dada, numa relação de

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19dZ3PaEHL4+1MZf4/Mrje+Ss0NxUsCsos=
Questão 110792
FGV 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ-MT Sintaxe da Oração (Análise Sintática)

“É disso que trata a educação: formar indivíduos engajados”. Colocando o segmento sublinhado na forma nominal, tem-se: 

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19x18h/qugKv1BYkPEbjvWhJE+/pJ+UARg=
Questão 127404
FAURGS 2017 BANRISUL Vozes Verbais

A maioria das pessoas acha que conviver com robôs é algo futurista, mas, de certo modo, eles já estão entre nós, influenciando decisões e, até mesmo, o rumo de nossas vidas. Do aplicativo que sugere sua próxima refeição, passando pelo serviço de streaming ofertando o filme que você vai assistir, até os secretários pessoais que auxiliam em situações diárias, os sistemas de inteligência artificial são uma realidade. Tudo isto constitui um caminho sem volta, na opinião de especialistas, que destacam os benefícios das maravilhas digitais, mas também alertam que o avanço dessas tecnologias pode, no futuro, tornar a inteligência humana obsoleta.

Robôs humanoides no cotidiano são ficção, não por limitações técnicas, mas pela dificuldade das pessoas em lidar com isso. “Basta colocar um smartphone num boneco que anda”, brinca o cientista de dados Ricardo Cappra, que atuou na estratégia digital da campanha presidencial de Barack Obama, em 2008. O exemplo pode parecer forçado, mas faz sentido. Celulares modernos têm assistentes virtuais que impressionam.

Com inteligência artificial, eles conhecem os hábitos dos donos e personalizam seu funcionamento. Além de realizar tarefas básicas, como organizar agenda, programar viagens e responder mensagens, eles analisam a rotina das pessoas e sugerem o horário em que devem sair de casa para o trabalho, considerando o tráfego no trajeto habitual, avaliam o histórico de buscas para oferecer notícias de interesse e podem até conversar, por voz, como uma “pessoa”.

Raúl Rentería, diretor do centro de pesquisas do Bing, da Microsoft, explica que a Cortana usa o conhecimento criado pelas conexões entre entidades no buscador. Com a repetição das buscas, o motor aprende a relacionar as informações. Sabe, por exemplo, que Flamengo é um bairro no Rio, mas também um time de futebol. E esses dados são usados pelo assistente virtual.

A inteligência artificial está em incontáveis outros serviços. Sites de comércio eletrônico analisam o perfil de buscas e compras de cada cliente para fazer ofertas personalizadas. Serviços de streaming de vídeo, como YouTube e Netflix, avaliam o que já foi assistido para sugerir opções ao gosto de cada um. Para especialistas, a digitalização facilitou a produção de informações, e a inteligência artificial surge como um filtro necessário.

Carlos Pedreira, professor de Engenharia de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ, explica que as tecnologias de inteligência computacional são desenvolvidas há anos, mas, recentemente, houve uma explosão no volume de dados e na capacidade de armazenamento e processamento dessas informações, o chamado Big Data.

– Os benefícios não são apenas na área do marketing e serviços – diz Pedreira. – Apesar de eu achar que os humanos nunca serão superados, existem situações em que os sistemas computacionais fazem coisas que não podemos. Na medicina, uma pessoa não analisa 20 medidas por célula de um conjunto de dois milhões de células. Essas máquinas conseguem.

Nem todos são simpáticos ao fenômeno. O historiador israelense Yuval Harari, autor do best-seller “Sapiens – Uma breve história da Humanidade”, acha que o ser humano se tornará obsoleto. Segundo ele, dentro de 40 anos, não só taxistas serão substituídos por carros autômatos, mas cerca de 50% de todos os empregos em economias avançadas. Isso impõe um desafio de sobrevivência da própria espécie.

– Provavelmente nós somos das últimas gerações do homo sapiens. Um bebê nascido hoje ainda terá netos, mas não estou certo de que esses netos terão netos, ao menos não humanos. Dentro de um século ou dois, os humanos se tornarão super-humanos ou desaparecerão. De qualquer forma, os seres que dominarão o planeta em 2200 serão mais diferentes de nós do que somos diferentes dos chimpanzés – acredita Yuval Harari.

Adaptado de MATSUURA, Sérgio. Robôs podem tornar inteligência humana obsoleta, dizem especialistas. O Globo, Rio de Janeiro, 18 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2018.

Nas alternativas a seguir, algumas orações que no texto estavam na voz ativa foram reescritas na voz passiva. Qual das propostas de reescrita abaixo NÃO é gramaticalmente correta?


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18f9nxX6cXjPcHJiphohNFzlkzfTuUpUH4=
Questão 128574
FUNDATEC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Se o Mayflower, o barco dos pioneiros colonos ingleses – os chamados Peregrinos, que saíram de Plymouth, na

Inglaterra, rumo à América do Norte –, estivesse cheio de garrafinhas plásticas de água, esse lixo ainda restaria entre

nós, quatro séculos depois. Se os Peregrinos tivessem feito o que muita gente costuma fazer, jogado ao mar garrafas e

embalagens, as ondas e a radiação solar no Atlântico teriam desgastado todos esses objetos de plástico, reduzindo-os a

fragmentos minúsculos. Esses fragmentos poderiam estar flutuando até agora nos oceanos do planeta, absorvendo

toxinas que iriam aderir ______ já presentes neles, e acabariam sendo ingeridos por algum peixe ou ostra. E talvez

terminassem no prato de um de nós.


“Temos de ser gratos aos pioneiros por não usarem nada de plástico”, pensei pouco tempo

atrás, no trem que me levava até Plymouth, na costa sul da Inglaterra. O motivo da viagem

era entrevistar uma pessoa que me ajudaria a entender a confusão em que estamos

metidos graças aos resíduos plásticos, sobretudo nos mares. Como o plástico só foi

inventado no final do século 19, e a sua produção tornou-se de fato relevante por volta de

1950, temos de lidar com meros 8,3 bilhões de toneladas do material. Desse total, mais de

6,3 bilhões já viraram resíduos, _______ a quantidade assombrosa de 5,7 bilhões de

toneladas jamais ______ por nenhum tipo de reciclagem – resultado que chocou os

cientistas que calcularam tais números em 2017.


Ninguém faz ideia da efetiva proporção desse lixo plástico não reciclado que acaba nos oceanos. Em 2015, uma

professora que leciona engenharia ambiental na Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, atraiu a atenção geral

com uma estimativa: a cada ano, entre 4,8 milhões e 12,7 milhões de toneladas de resíduos chegam ao mar. A maior

parte do lixo não vem dos navios, como explicam ela e os seus colegas, mas é descartada em terra e nas margens dos

rios, sobretudo na Ásia. Só depois tais resíduos são carregados, pelo vento e pela água, até o oceano. Basta

imaginarmos 15 sacolinhas repletas de tralha plástica boiando a cada metro de toda a linha da costa ao redor do

mundo: isso corresponderia ______ de 8 milhões de toneladas, a sua estimativa média da quantidade de lixo que os

oceanos recebem a cada ano. E não está claro quanto tempo leva para esse plástico se desintegrar por completo em

suas moléculas constituintes. As estimativas variam de 450 anos a nunca.


Por outro lado, é bem provável que todo esse plástico venha causando a morte de milhões de

animais marinhos a cada ano. Já se comprovou que quase 700 espécies, incluindo algumas em risco

de extinção, foram afetadas por resíduos plásticos. Em algumas delas, o dano é evidente, como os

animais estrangulados por itens descartados: sacolas, redes de pesca etc. Em muitos outros casos,

porém, os prejuízos são invisíveis ......... espécies de todos os tamanhos, de plâncton a baleias, agora

ingerem micropartículas de plástico, fragmentos ínfimos que medem menos de 5 milímetros. No

Havaí, em uma praia que aparentemente deveria estar intocada (pois não há acesso por estrada

pavimentada), senti os meus pés afundando em crepitantes micropartículas de plástico. Depois

dessa experiência, entendi .......... há pessoas que veem no acúmulo de resíduos plásticos nos

oceanos um sinal de catástrofe iminente, algo tão alarmante quanto as mudanças climáticas.


Considere o que se afirma sobre os sinais de pontuação empregados no primeiro período do texto: Se

o Mayflower, o barco dos pioneiros colonos ingleses – os chamados Peregrinos, que saíram de Plymouth, na

Inglaterra, rumo à América do Norte –, estivesse cheio de garrafinhas plásticas de água, esse lixo ainda

restaria entre nós, quatro séculos depois.


Os travessões poderiam ser substituídos por vírgulas, mas pode-se dizer que a autora talvez tenha optado por

eles para obter mais clareza, pois já há outras vírgulas no texto.


A vírgula que marca a oração adverbial condicional deslocada é a que aparece após água.


A primeira e a quinta vírgula encerram um aposto (seguido de outros elementos explicativos) de Mayflower.


A vírgula após Peregrinos é obrigatória porque introduz oração adjetiva explicativa.


Quais estão corretas?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19W1gaWq/A6MJYfewWGP4wx7JjRdD91Hc0=
Questão 122155
CESPE 2017 PJC Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

 A valorização do direito à vida digna preserva as duas faces do homem: a do indivíduo e a do ser político; a do ser em si e a do ser com o outro. O homem é inteiro em sua dimensão plural e faz-se único em sua condição social. Igual em sua humanidade, o homem desiguala-se, singulariza-se em sua individualidade. O direito é o instrumento da fraternização racional e rigorosa. O direito à vida é a substância em torno da qual todos os direitos se conjugam se desdobram, se somam para que o sistema fique mais e mais próximo da ideia concretizável de justiça social. Mais valeria que a vida atravessasse as páginas da Lei Maior a se traduzir em palavras que fossem apenas a revelação da justiça. Quando os descaminhos não conduzirem a isso, competirá ao homem transformar a lei na vida mais digna para que a convivência política seja mais fecunda e humana.

Cármen Lúcia Antunes Rocha. Comentário ao artigo 3.º. In: 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos 1948-1998: conquistas e desafios. Brasília: OAB, Comissão Nacional de Direitos Humanos, 1998, p. 50-1 (com adaptações)


Compreende-se do texto que o ser humano tem direito

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX185TBG5Uv9KnM9cXMYZiq43ISmUDaU1iK0=
Questão 128537
CESGRANRIO 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Mobilidade e acessibilidade desafiam cidades


A população do mundo chegou, em 2011, à marca oficial de 7 bilhões de pessoas. Desse total, parte cada vez maior vive

nas cidades: em 2010, esse contingente superou os 50% dos habitantes do planeta, e até 2050 prevê-se que mais de dois

terços da população mundial será urbana.


No Brasil, a população urbana já representa 84,4% do total, de acordo com o Censo 2010. É preciso, então, que questões

de mobilidade e acessibilidade urbana passem a ser discutidas.


No passado, a noção de mobilidade era estreitamente ligada ao automóvel. Hoje, como resultado, os moradores de

grande maioria das cidades brasileiras lidam diariamente com congestionamentos insuportáveis, que causam enormes

perdas. Isso, sem falar no alto índice de mortes em vias urbanas do país. Depreendemos daí que a dependência do

automóvel como meio de transporte é um fator que impede a mobilidade urbana.


É importante investir em infraestrutura pedestre, cicloviária e em sistemas mais eficazes e

adequados de ônibus. Ao mesmo tempo, podemos desenvolver cidades mais acessíveis,

onde a maior parte dos serviços esteja próxima às moradias e haja opções de transporte

não motorizado para nos locomovermos.


BROADUS, V. Portal Mobilize Brasil. 16 jul. 2012. Disponível em: . Acesso em: 9 jul. 2018.


Glossário:


Mobilidade urbana – É a facilidade de locomoção das entre as diferentes zonas de uma

cidade.


Acessibilidade urbana – É a garantia de condições às pessoas portadoras de deficiência ou

com mobilidade reduzida, para a utilização, com segurança e autonomia, dos espaços

públicos.


O grupo em que as duas palavras estão grafadas de acordo

com a norma-padrão da língua portuguesa é

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18/X3KzLyOuc6SCS152euxbyhU1TkktqlM=
Questão 122197
CESPE 2017 TRE Elementos Referenciais, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Em sua definição, o voto em branco é aquele que não se dirige a nenhum candidato entre os que disputam as eleições. São considerados, portanto, votos estéreis, porque não produzem frutos. Os votos nulos, por sua vez, são aqueles que, somados aos votos em branco, compõem a categoria dos votos estéreis, inválidos ou, como denominou o Tribunal  Superior Eleitoral, votos apolíticos. Logo, os votos em branco e os nulos são votos que, a princípio, não produzem resultado nem influenciam no resultado do pleito.

Ao comparecer às urnas no dia das eleições, o eleitor que apresentar voto em branco ou nulo pode fazê-lo por diversas razões. Esses motivos podem embasar tanto a postura dos que votam em branco quanto a dos que votam nulo, pois o resultado final é o mesmo: invalidar o voto. Assim sendo, não é razoável diferenciar o voto em branco do voto nulo. Deve-se considerar a essência do ato, a sua real motivação, que é a invalidação. É evidente que não se sabe, ao certo, a razão que motiva cada eleitor a votar em branco ou nulo; entretanto, em ambos os casos, não há dúvida quanto à invalidade do voto por ele dado.

Renata Dias. Os votos brancos e nulos no estado democrático de direito: a legitimidade das eleições majoritárias no Brasil. In: Estudos eleitorais, v. 8, n.º 1, jan./abr. 2013, p. 36-8 (com adaptações)


A forma verbal “fazê-lo” remete a (“Ao comparecer às urnas no dia das eleições, o eleitor que apresentar voto em branco ou nulo pode fazê-lo por diversas razões. Esses motivos podem embasar tanto a postura dos que votam em branco quanto a dos que votam nulo, pois o resultado final é o mesmo: invalidar o voto.”)

A “o resultado final”.

B “embasar tanto a postura dos que votam em branco quanto a dos que votam nulo”.

C “voto em branco ou nulo”.

D “apresentar voto em branco ou nulo”.  

E “comparecer às urnas no dia das eleições”.  

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+n/GfJW0tAYNLC2y6HPcuIvWQQdSPl9Fw=
Questão 122150
CESPE 2017 PJC Classes de Palavras (Morfologia) / Flexão Nominal e Verbal

A injustiça, Senhores, desanima o trabalho, a honestidade, o bem; cresta em flor os espíritos dos moços, semeia no coração das gerações que vêm nascendo a semente da podridão, habitua os homens a não acreditar senão na estrela, na fortuna, no acaso, na loteria da sorte; promove a desonestidade, a venalidade, a relaxação; insufla a cortesania, a baixeza, sob todas as suas formas. De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. E, nessa destruição geral das nossas instituições, a maior de todas as ruínas, Senhores, é a ruína da justiça, corroborada pela ação dos homens públicos. E, nesse esboroamento da justiça, a mais grave de todas as ruínas é a falta de penalidade aos criminosos confessos, é a falta de punição quando ocorre um crime de autoria incontroversa, mas ninguém tem coragem de apontá-la à opinião pública, de modo que a justiça possa exercer a sua ação saneadora e benfazeja.

Rui Barbosa. Obras completas de Rui Barbosa. Vol. XLI. 1914. Internet: (com adaptações).


Em “o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto., o elemento “se” foi empregado em “rir-se” para indicar 3


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX185dfDMPhyUWY/GilVGXNGtKh4bTAM54aw=
Questão 128576
FUNDATEC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Se o Mayflower, o barco dos pioneiros colonos ingleses – os chamados Peregrinos, que saíram de Plymouth, na

Inglaterra, rumo à América do Norte –, estivesse cheio de garrafinhas plásticas de água, esse lixo ainda restaria entre

nós, quatro séculos depois. Se os Peregrinos tivessem feito o que muita gente costuma fazer, jogado ao mar garrafas e

embalagens, as ondas e a radiação solar no Atlântico teriam desgastado todos esses objetos de plástico, reduzindo-os a

fragmentos minúsculos. Esses fragmentos poderiam estar flutuando até agora nos oceanos do planeta, absorvendo

toxinas que iriam aderir ______ já presentes neles, e acabariam sendo ingeridos por algum peixe ou ostra. E talvez

terminassem no prato de um de nós.


“Temos de ser gratos aos pioneiros por não usarem nada de plástico”, pensei pouco tempo

atrás, no trem que me levava até Plymouth, na costa sul da Inglaterra. O motivo da viagem

era entrevistar uma pessoa que me ajudaria a entender a confusão em que estamos

metidos graças aos resíduos plásticos, sobretudo nos mares. Como o plástico só foi

inventado no final do século 19, e a sua produção tornou-se de fato relevante por volta de

1950, temos de lidar com meros 8,3 bilhões de toneladas do material. Desse total, mais de

6,3 bilhões já viraram resíduos, _______ a quantidade assombrosa de 5,7 bilhões de

toneladas jamais ______ por nenhum tipo de reciclagem – resultado que chocou os

cientistas que calcularam tais números em 2017.


Ninguém faz ideia da efetiva proporção desse lixo plástico não reciclado que acaba nos oceanos. Em 2015, uma

professora que leciona engenharia ambiental na Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, atraiu a atenção geral

com uma estimativa: a cada ano, entre 4,8 milhões e 12,7 milhões de toneladas de resíduos chegam ao mar. A maior

parte do lixo não vem dos navios, como explicam ela e os seus colegas, mas é descartada em terra e nas margens dos

rios, sobretudo na Ásia. Só depois tais resíduos são carregados, pelo vento e pela água, até o oceano. Basta

imaginarmos 15 sacolinhas repletas de tralha plástica boiando a cada metro de toda a linha da costa ao redor do

mundo: isso corresponderia ______ de 8 milhões de toneladas, a sua estimativa média da quantidade de lixo que os

oceanos recebem a cada ano. E não está claro quanto tempo leva para esse plástico se desintegrar por completo em

suas moléculas constituintes. As estimativas variam de 450 anos a nunca.


Por outro lado, é bem provável que todo esse plástico venha causando a morte de milhões de

animais marinhos a cada ano. Já se comprovou que quase 700 espécies, incluindo algumas em risco

de extinção, foram afetadas por resíduos plásticos. Em algumas delas, o dano é evidente, como os

animais estrangulados por itens descartados: sacolas, redes de pesca etc. Em muitos outros casos,

porém, os prejuízos são invisíveis ......... espécies de todos os tamanhos, de plâncton a baleias, agora

ingerem micropartículas de plástico, fragmentos ínfimos que medem menos de 5 milímetros. No

Havaí, em uma praia que aparentemente deveria estar intocada (pois não há acesso por estrada

pavimentada), senti os meus pés afundando em crepitantes micropartículas de plástico. Depois

dessa experiência, entendi .......... há pessoas que veem no acúmulo de resíduos plásticos nos

oceanos um sinal de catástrofe iminente, algo tão alarmante quanto as mudanças climáticas.


Considere o que se afirma sobre as seguintes ideias presentes no texto:


A autora introduz o assunto a partir de uma situação hipotética a fim de ilustrar a capacidade de o plástico

conservar-se na natureza – no caso, no mar.


A despeito de o plástico ser um produto relativamente recente, seus malefícios ao meio ambiente, sobretudo

ao ambiente marinho, já são enormes, principalmente por causa de seu descarte incorreto.


Há quem compare os danos causados pelo acúmulo de plástico nos oceanos às consequências resultantes

das mudanças climáticas, mas a autora não concorda com isso.


É possível que o próprio homem já esteja ingerindo, sob a forma de alimento, o plástico descartado que virou

lixo no mar.


Quais encontram respaldo no texto?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/3cHcWTc9HtoOTVbIvwn9j3jkhFCunkic=
Questão 115647
IDHTEC 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAQUITINGA-PE Classes de Palavras (Morfologia) / Flexão Nominal e Verbal

O emprego do pronome „aquela‟ na charge:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/+UiFTMzUjYut4NRwi0mXwjGO43q4cJ3Q=
Questão 128584
FUNDATEC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Famílias postiças contra a sigilosa epidemia da solidão


Rosa enviuvou em agosto e desde então carrega nos ombros um pesado silêncio. Só o telefonema de uma amiga todos

os dias ___ nove da noite diminui um pouco o seu vazio. Rosa vive na Galícia, uma região chuvosa no norte da Espanha,

onde impera o caráter introspectivo e estoico. Além disso, ela mora em uma aldeia, em Betanzos (província de A

Coruña) que há anos não para de perder população. Esse telefonema é praticamente o único momento em que se

comunica com alguém. “Conversamos durante meia hora. Não criticamos ninguém, mas comentamos coisas e a faço

rir”, conta Pilar, a voz amiga de Rosa e uma das colaboradoras do projeto de iniciativa da ordem religiosa dos

franciscanos na Galícia para combater a epidemia silenciosa da solidão, que se estende sem freio nos lares ocidentais.


Enquanto no Reino Unido o Governo acaba de criar uma Secretaria de Estado contra a Solidão, em Betanzos foi

colocado ___ disposição o convento de San Francisco de Betanzos – sem vida desde que ...... dois anos as últimas freiras

residentes cruzaram a porta – para criar uma família com pessoas “que estejam ou se sintam sozinhas”. Os participantes

passariam o dia nas instalações, tomando café da manhã, almoçando e jantando, compartilhando a lavanderia e os

gastos, fazendo companhia uns aos outros.


“Não se trata de uma unidade de atendimento ___ terceira idade nem de beneficência,

nem de um local social, mas de um espaço de autogestão que não se financia com

subvenções e no qual queremos imitar o ambiente de uma família qualquer, com liberdade

para entrar e sair sem compromisso e sem exigências de vínculo religioso”, explica o frei

Enrique Roberto Lista sobre um projeto aberto ___ moradores de qualquer prefeitura e

cujos responsáveis gostariam de estender no futuro a outros edifícios eclesiásticos vazios,

como as casas sacerdotais das paróquias.


Se no Brasil o número de pessoas que vivem sós duplicou entre 2005 e 2015, sobretudo entre as com mais de 60 anos,

segundo o IBGE, na Espanha a situação não é melhor. Ali vivem sozinhas cerca de 4,5 milhões de pessoas, segundo os

dados apresentados pelos franciscanos. Mais de 70% das almas que habitam esses lares sofrem de solidão, um

problema que afeta igualmente mais da metade de quem tem companhia em suas casas.


O projeto começou a ser posto em prática em Betanzos com nove mulheres e, conforme explica a trabalhadora social

Antía Leira, vem enfrentando dificuldades para superar “o estigma da solidão, a vergonha”. “É difícil para as pessoas

que a sofrem reconhecer a situação e até mesmo identificá-la porque muitas vezes convivem com alguém”, afirma

Leira. “É uma necessidade oculta: todo mundo admite o problema, e as notícias de idosos que morrem sem que

ninguém fique sabendo se multiplicam, mas custa dar o passo para combatê-la.”


Uma solidão mais uma solidão é companhia, o remédio para o problema está nas pessoas que

sofrem esse ......”, observa o frei Lista, criador do projeto, enquanto no refeitório deste convento do

século XIV os primeiros membros passam um ao outro a cafeteira e as bandejas de biscoitos e bolos.

A amiga de Pilar que se sente tão sozinha ainda não deu o passo para se integrar ___ essa família

postiça: “É desconfiada e retraída, e isso lhe custa, mas eu digo que isto seria fantástico para ela se

oxigenar.”


A tristeza pelo isolamento social não é um achaque só da idade. “Há pessoas muito jovens que

também estão sós”, diz Adriana García, colaboradora do projeto. “Esta sociedade te empurra para a

solidão. Há menos filhos, a família se dispersa, por um lado as tecnologias te conectam, mas por

outro te levam a se fechar. E ...... jornadas de trabalho que não te deixam tempo para a amizade e a

família. Racionalizar os horários seria uma grande contribuição para combater isso.”


Analise as seguintes assertivas a respeito da linguagem utilizada no texto, assinalando C, se houver

presença de linguagem conotativa, ou D, se for somente denotativa.


( ) Rosa enviuvou em agosto e desde então carrega nos ombros um pesado silêncio.


( ) Só o telefonema de uma amiga todos os dias ___ nove da noite diminui um pouco o seu vazio.


( ) (...) para combater a epidemia silenciosa da solidão, que se estende sem freio nos lares ocidentais.


( ) Ali vivem sozinhas cerca de 4,5 milhões de pessoas, segundo os dados apresentados pelos franciscanos.


( ) “É difícil para as pessoas que a sofrem reconhecer a situação e até mesmo identificá-la porque muitas

vezes convivem com alguém”.


( ) “É desconfiada e retraída, e isso lhe custa, mas eu lhe digo que isto seria fantástico para ela se oxigenar”.


A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19HWXmecOdXv3DhQRaG5k8zo5jUFrsmz/o=
Questão 127505
FUNDATEC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Acentuação Gráfica

Sobre o uso de acento gráfico nos vocábulos ‘ideia e papeis’ que preenchem respectivamente as lacunas pontilhadas

abaixo, afirma-se que


“A felicidade no local de trabalho não é uma ..................... abstrata” / “Seguem algumas etapas que as empresas

deveriam seguir para criar um ambiente onde as pessoas possam alinhar seus valores e ............ à cultura da

organização.”


Ambas as palavras devem ser acentuadas em virtude da ocorrência do ditongo aberto ei.


Apenas uma delas recebe acento gráfico, visto que o ditongo aberto encontra-se na penúltima sílaba.


Apenas uma delas recebe acento gráfico, visto que o ditongo aberto encontra-se na última sílaba.


As duas palavras não devem ser acentuadas em virtude da ocorrência de ditongo aberto.


Quais estão INCORRETAS?


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18XUptsJo1pE4CzzIntymIt9ViLOCtfS3Q=
Questão 128041
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

De cabeça pra baixo


− Esse mundo está ficando de cabeça pra baixo!


É uma conhecida frase, que sucessivas gerações vêm frequentando. Ela logo surge a propósito de qualquer

coisa que se considere uma novidade despropositada, irritante: modelo de roupa mais ousada, último

grande sucesso musical, aumento milionário no salário de um jogador de futebol, a longa estiagem na

estação chuvosa, a avalanche de crimes no jornal... A ideia é sempre demonstrar que a vida e o mundo já

foram muito melhores, que a passagem do tempo leva inexoravelmente à perversão ou ao

desmoronamento dos valores autênticos, que uma geração construiu e que a seguinte apagou.


Parece que na história da humanidade o fenômeno é comum e cíclico: as pessoas enaltecem seus hábitos

passados e condenam os presentes. “Ah, no meu tempo...” é uma expressão que vale um suspiro e uma

acusação. Algo de muito melhor ficou para trás e se perdeu. A missão dessa juventude de hoje é desviar-se

da Civilização....


A ironia é que justamente nesses “desvios” e por conta deles a História caminha,

ainda que não se saiba para onde. Fosse tudo uma repetição conservadora,

nenhuma descoberta jamais se daria, sem contar que os mais velhos já não teriam

do que se queixar e a quem imputar a culpa por todos os desassossegos que

assaltam todas as gerações humanas, desde que existimos.


A frase que abre o texto é nele analisada de modo a fazer compreender que ela corresponde a

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+GvR7Q3SjuXYfLRkkl9KFYdTspAEgT2N0=
MATEMÁTICA
Questão 119229
FUNDAÇÃO LA SALLE 2017 SUSEPE Porcentagem

Ao comparar a população carcerária do Instituto Penal A e do Instituto Penal B, é possível verificar que o número de presos no Instituto Penal A equivale a 145% do número de presos no Instituto Penal B. Sabendo que o número de  presos  no Instituto Penal A é igual a 551, é correto afirmar que o  número  de  presos  no Instituto Penal B é igual  a:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18KD9WUYzwZ0sRsoPJ4m+5bRb7crM1Ovjs=
Questão 114293
VUNESP 2016 UNESP Matemática Básica, Mínimo Múltiplo Comum, Fatoração

Gilberto e Guilherme treinam bicicleta juntos em um circuito de 3 240 metros de extensão. Após o aquecimento, saem juntos do início do trajeto às 9:00h e encerram o treinamento após se encontrarem outras seis vezes no início do trajeto. Supondo que durante todo o treinamento, a cada segundo, Gilberto e Guilherme percorrem 6 metros e 9 metros, respectivamente, então é correto afirmar que o treino se encerrará às

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/O3Og4HN24yBQIOWTCiYrbbKS1y6FT9kg=
Questão 114290
VUNESP 2016 UNESP Problemas Algébricos e Aritméticos, Estatística, Representação e Análise de Dados, Matemática Básica, Porcentagem

A empresa ENLACE é especializada em fotografar casamentos. Para atender às necessidades de seus clientes, foram desenvolvidos 3 pacotes de serviços, com sessões de fotos e books com diferentes preços. Os valores são os seguintes:

 

 

 

Com base na tabela de preços e sabendo que no pacote Standard a sessão de fotos custa R$ 1.000,00 e que o book Standard em relação aos books Classic e Luxo é, respectivamente, R$ 150,00 e R$ 250,00 mais barato, pode-se afirmar que o preço da sessão de fotos nos pacotes Classic e Luxo, em relação ao pacote Standard, tem um desconto de, respectivamente,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19yO/Fr+vQJRVO8Kh6clvRqBNeopOT09Yo=
Questão 114284
FUNRIO 2016 IF-BAIANO Matemática Básica, Teoria dos Conjuntos

Foram realizados testes com uma amostra de 380 produtos produzidos por diversos fabricantes distintos. Os testes mostraram que os produtos avaliados apresentavam vários problemas, sendo os principais a “inconformidade com relação ao peso”, os “problemas na embalagem do produto” e “informações  insuficientes  sobre  a  composição  do  produto”.  Os resultados da pesquisa são os seguintes:

 

I – 50 apresentaram inconformidade com relação ao peso;

II – 120 apresentaram problemas na embalagem do produto;

III – 280 apresentaram informações insuficientes sobre a composição do produto;

IV – 10 apresentaram inconformidade com relação ao peso e problemas na embalagem do produto;

V – 40 apresentaram problemas na embalagem e informações insuficientes sobre a composição do produto.

 

Logo, a quantidade máxima de produtos que apresentou problemas de inconformidade com relação ao peso e informações insuficientes sobre a composição do produto foi

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/uftsbMOkKn1H6PqfzZ9N1wGvYBMKlYrc=
Questão 114291
VUNESP 2016 UNESP Estatística, Representação e Análise de Dados

O gráfico a seguir mostra a variação das médias anuais da qualidade do ar em Pequim de 2008 a 2015.

 

 

Analisando o gráfico, é correto afirmar que, no período considerado, a qualidade de ar

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18iQ/w8NoXlOxrAyH5L5zCrM3VBGEciy0M=
INFORMÁTICA
Questão 119217
FUNDAÇÃO LA SALLE 2017 SUSEPE Microsoft Excel, Planilhas Eletrônicas

A figura abaixo mostra parte de uma planilha de Excel 365 contendo telefones de alguns Departamentos da SUSEPE/RS. Nesta planilha, foi adicionado um campo código, para facilitar a pesquisa a números  de  telefone.  Considere  esta  planilha para responder  a questão.https://questoes_casa.s3.amazonaws.com/119217.PNG

O funcionamento desta planilha considera que ao informar um código de departamento válido, na célula C8, o telefone do respectivo departamento  será  apresentado  na célula C9. Para que o resultado seja o correto, é necessário utilizar a função PROCV do Excel, incluindo o seguinte  código na célula  C9:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18DUxZaH19VKHgpof8ggzQBjfBAm4ubifU=
Questão 121012
CESPE 2018 PC Windows 8, Windows, Sistemas Operacionais

Um usuário, utilizando o Windows 8, executou o procedimento adequado para compactar oito arquivos, com extensões identificadoras de diversos tipos de aplicativos, em um único arquivo com a extensão zip. Um dos oito arquivos, denominado aula.pptx, estava aberto durante o procedimento de compactação. Nesse caso,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19bH2StuTcq9aepGZGU2wWoRy5j0zc4mWo=
Questão 120129
FUNDATEC 2017 IGP Microsoft Excel 2007, Microsoft Excel, Planilhas Eletrônicas

Essa questão baseia-se na janela principal do Excel 2007 (Figura 3), que mostra uma tabela com a classificação do campeonato de futebol chamado "Brasileirão, Série B", de 2017. A pontuação de um time é obtida da seguinte forma: a cada vitória em um jogo, o time ganhador recebe 03 (três) pontos, enquanto, se empatar, ganha apenas 01 (um) ponto; entretanto, se for derrotado, não ganha nenhum ponto. É por isso que o time do Internacional, identificado como o nº 4 na tabela, tem 04 (quatro) pontos, ou seja, 03 (três) pontos por 01 (uma) vitória e mais 01 (um) ponto por 01 (um) empate.

 

https://s3.amazonaws.com/qcon-assets-production/images/provas/55285/c1a68b9daa61c82cc071.png

 

Para que a célula da coluna "PONTOS", apontada pela seta nº 4, exiba automaticamente a pontuação do time chamado "Paraná", quando forem digitados os números corretos nas colunas "VITÓRIAS" (seta nº 1), "EMPATES" (seta nº 2) e "DERROTAS" (seta nº 3), basta inserir, na célula:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+rnHfVUOL2FheHHGoTcz4NkQrAx3/F43k=
Questão 121011
CESPE 2018 PC Windows 8, Windows, Sistemas Operacionais

Ao utilizar um computador no qual está instalado o sistema operacional Windows 8, um usuário efetuou com o mouse um clique duplo no ícone do aplicativo X. Alguns segundos após ter sido aberto, o aplicativo apresentou a informação de que não estava respondendo. Nessa situação hipotética, para que o aplicativo X seja encerrado, o usuário deverá

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18DfFtf1gCEXIPt2zMfAhK/mx9FOO/CrNM=
Questão 119210
FUNDAÇÃO LA SALLE 2017 SUSEPE Certificação Digital, Segurança da Informação

A infraestrutura de chave pública ou PKI ( Public Key lnfrastructure ) possui elevada relevância para garantir que o acesso a informações sigilosas em ambientes corporativos seja controlado. Neste contexto, assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas da afirmação abaixo.

A PKI é fundamentada em dois componentes para garantir a autenticidade e a integridade das chaves ________ : ________   e ________

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18bnn6lBJHDFZO0NV2zOhvj+b6rf2VpcJE=