Resolver Questões Estude resolvendo o conjunto de questões

DIREITO ADMINISTRATIVO
Questão 170618
FCC 2019 Prefeitura de São Luís – MA

Um convênio administrativo firmado entre entes públicos e pessoas jurídicas de direito privado de uma mesma esfera administrativa deve conter, obrigatoriamente,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+30qBxzj/wVEJ383aewye4Fl4Bq8TD/RM=
Questão 170614
CESPE 2019 TRE

Considere que determinada autoridade do TRE/PI tenha negado pedido administrativo feito por um servidor do quadro, sem expor fundamentos de fato e de direito que justificassem a negativa do pedido. Nesse caso, o ato administrativo praticado pela autoridade do TRE/PI

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+DgnMsINJ3UlJiMHiau3sAQuKMcuYinb8=
Questão 170612
FCC 2019 TCE

Se o administrador público praticar um ato administrativo anulável, o direito brasileiro estabelece que

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19Cv8dM4ewe0MTiJlGA+CwmLD+VBJC7xPI=
Questão 170632
IBGP 2019 A CASA DAS QUESTÕES Bens Públicos

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais ajuizou ação civil pública contra a Prefeitura de Santa Luzia/MG, haja vista a desafetação irregular de bem público. A propósito do referido tema, analise as afirmativas a seguir: 

I- Na desafetação, o bem é subtraído à dominialidade pública para ser incorporado ao domínio privado, do Estado ou do administrado.

II- Os bens dominicais são alienáveis, porém a alienabilidade não é absoluta, já que podem perdê-la pelo instituto da afetação.

III- Os bens de uso comum do povo não comportam desafetação, pois, por sua própria natureza, são insuscetíveis de valoração patrimonial.

 Está (ão) CORRETA(S) a(s) afirmativa(s):


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/WgnH4eDEyG81OFqmaKPN/PWH7h73wlj0=
Questão 170636
FCC 2019 SEAD Bens Públicos

Considere que um grupo de senhoras pretenda organizar um evento beneficente para arrecadar donativos para os desabrigados das recentes chuvas experimentadas pelo município onde residem. Também pretendem, no mesmo evento, realizar jogos e atrações para incrementar o resultado com alguma contribuição em espécie. Precisam de um espaço para a execução das atividades no decorrer de um dia, parecendo adequado o ginásio municipal de esportes. Para a utilização desse espaço, o grupo de interessadas, representado por uma delas,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+7RXtyxIjb951k0flAcJTmSOKV8Jh2TqY=
RACIOCÍNIO LÓGICO
Questão 122295
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Raciocínio Lógico

Josué sempre fez um levantamento de gastos, do mês anterior, em quatro categorias:

moradia, alimentação, transporte e educação. Sempre em referência ao total das entradas

do mês anterior, os gastos foram: 3 /10 para moradia, 1/9 para alimentação, 1/6 para

transporte, x para educação. Os gastos com educação corresponderam a 3/19 do que

havia sobrado após os gastos nas outras três categorias. Desse modo, é correto afirmar

que a fração do total das entradas do mês anterior que sobrou para Josué após os gastos

nessas quatro categorias foi

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18eSx8nwP8jLOSLBYb85tL1Q0+roLVkWxY=
Questão 120062
FCC 2018 SABESP Tabela-verdade, Lógica de argumentação, Equivalência contrapositiva, Fundamentos de lógica, Equivalência lógica e negação de proposições compostas

A respeito de um objeto, sabe-se que:

− se é pequeno, então é escuro;

 − se é quadrado, então é de papel;

− se não é pequeno, então não é quadrado.


Se o objeto é quadrado, é correto afirmar que ele é 

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/VuQk6k567+hKKGT+cp91yhXftz6M3uko=
Questão 122286
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Raciocínio Lógico

Em uma empresa, no ano de 2005, o total de funcionários era 100, e a razão entre o

número de homens e o número de mulheres era 7/ 3 . De 2005 até 2010 nenhum

funcionário se desligou da empresa e foram feitas contratações de modo a duplicar o

número total de funcionários. Após essas contratações a razão, que era 7/ 3 , passou a ser

3/ 2 . Desse modo, é correto concluir que a razão entre o número de homens contratados

e o número de mulheres contratadas, nesse período, foi

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19BmPO32HylfUKhRev5/AMN8yXHYpsY8T4=
Questão 122279
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Raciocínio Lógico

Um Analista Judiciário precisa distribuir certo número de tarefas por 17 funcionários.

Distribuindo-se 13 tarefas por funcionário irão sobrar 4 tarefas sem serem distribuídas

entre os funcionários. Se a mesma quantidade de tarefas fosse distribuída igualmente por

24 funcionários, cada funcionário receberia 9 tarefas e sobrariam, sem serem distribuídas

entre os funcionários, um total de tarefas igual a

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX196s+OXsYIJG2ChtS0hBuSlNZJ/Ae2u/pM=
Questão 120064
FCC 2018 SABESP Problemas de Raciocínio Lógico Envolvendo Geometria, Matemática Básica

O tabuleiro quadrado de nove casas representado a seguir deve ser colorido de acordo com as seguintes regras:


− Quadrados que ocupam uma mesma linha horizontal não podem ter a mesma cor.

− Quadrados que ocupam uma mesma linha vertical não podem ter a mesma cor.

− Em cada uma das duas diagonais, pode haver, no máximo, dois quadrados com a mesma cor.                                

Para cobrir o tabuleiro de acordo com as regras, a quantidade mínima de cores necessária é


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19Dx1uYmtOmiDIXzYxvQqP/8+mED+DNhgo=
DIREITO CONSTITUCIONAL
Questão 170086
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Direito Constitucional

A Constituição Federal, no inciso I do caput do seu art. 24, estabelece que Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal legislar concorrentemente sobre: (I) direito tributário.....e acordo com o texto constitucional, no que se refere à competência para legislar sobre direito tributário,


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19x/c1BdXFWuUxURgNATsaAmjJszayhCTQ=
Questão 170030
FCC 2019 MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO Direito Constitucional

De acordo com o que estabelece a Constituição Federal acerca dos Direitos e Garantias Fundamentais,

A) a prática de racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de detenção, nos termos da lei.

B) as associações somente poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por decisão judicial transitada em julgado.

C) no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano.

D) é assegurada, nos termos da lei, a proteção às participações individuais em obras coletivas e à reprodução da imagem e voz humanas, exceto nas atividades desportivas.

E) são gratuitas as ações de habeas corpus, habeas data e mandado de segurança, bem como, na forma da lei, os atos necessários ao exercício da cidadania.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19flMrgos7oPnNuKLi1fbc9UdO4k7NbP10=
Questão 170099
CESPE 2019 SEFAZ Direito Constitucional

Acerca da organização dos estados, é correto afirmar que


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18XctocmylMHHy2KaFaJX44o8CeWddQ8LY=
Questão 170031
FCC 2019 MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO Direito Constitucional

Segundo a Constituição Federal, NÃO haverá penas

I.de caráter perpétuo.
II.de perda de bens e valores.
III.de banimento.
IV.cruéis.
V.de interdição temporária de direitos.

Está correto o que se afirma APENAS em


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+mIz8jVjLx3GA+LAHXfiekFSilTQwfNAg=
Questão 173956
CESPE 2019 TRT Remédios Constitucionais

Ao constatar que o esgoto produzido em uma edificação que sediava um órgão da administração pública era lançado diretamente no principal rio da cidade, um cidadão local, inconformado com tal situação de descaso com o meio ambiente, decidiu pleitear, pela via judicial, a obtenção de medida que protegesse o meio ambiente da agressão constatada. Nessa situação hipotética, para requerer a medida protetiva pretendida, o referido cidadão deverá impetrar: 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19IPoKgVIJ4QXVaR3mfBB/G38URW7lUm70=
Questão 170026
VUNESP 2019 PREFEITURA DE SÃO PAULO Direito Constitucional

Leia o texto, para responder à questão.

O texto constitucional de 1988 ampliou liberdades, direitos e garantias individuais, e consagrou as relações econômicas, políticas e sociais. Foi a partir dele que analfabetos e jovens de 16 a 17 anos tiveram direito ao voto. Além disso, a Carta reduziu a jornada semanal de trabalho de 48 para 44 horas e garantiu benefícios como seguro-desemprego e férias remuneradas. Para assegurar que a sociedade tivesse direitos e garantias do Estado, a Constituição de 1988 privilegiou os princípios fundamentais, os direitos e deveres individuais e coletivos e os direitos sociais, ressaltando cada um dos itens logo nos primeiros capítulos.

(Planalto Release, 2018. Adaptado)

Assinale a alternativa que se refere aos direitos e garantias fundamentais, conforme expresso na Constituição Federal.


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+Siq3AKuCJX7x+zuSOdJPMJoHR3wtTaag=
Questão 170077
FCC 2019 TCE Direito Constitucional

Sicrano, filho de mãe brasileira e pai egípcio, nascido durante período em que seus pais eram estudantes universitários na França, veio, após a maioridade, a residir no Brasil, onde pretende viver pelo resto de sua vida. Nos termos da Constituição da República, Sicrano


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18Z1uUzB5qMebI+0DQXNisqrdr69JkIO00=
Questão 170041
FCC 2019 MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO Direito Constitucional

É direito dos trabalhadores urbanos e rurais, assegurado na Constituição Federal, além de outros que visem à melhoria de sua condição social,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1++rnQmm5EJkpDZe3k3Pgp1HcBDmKCMFi4=
Questão 170051
FCC 2019 Câmara Legislativa Direito Constitucional

De acordo com o texto da Constituição Federal, com relação ao direito de greve, é correto afirmar que


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+IoCYQg5a+9cYc4uHPOGwRyqCDC/mMYto=
Questão 173951
FEPESE 2019 A CASA DAS QUESTÕES Dos Direitos e Garantias Fundamentais (Art. 005 a 017)

Assinale a alternativa correta em relação aos direitos e às garantias fundamentais previstos na Constituição Federal de 1988: 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18Dr5ekfZtTcx1PCLCamdYoxFze/rQZnv4=
PORTUGUÊS
Questão 170342
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Salas de aula transformando o sertanejo


1º Ao longo de anos, o sertão do Rio Grande do Norte foi subjugado às intempéries da seca que expulsou milhares de

sertanejos de suas origens em busca de água e sobrevivência. Numa revolução inimaginável para a maioria dos moradores das

terras mais áridas do estado, cujas precipitações médias anuais são inferiores a 800 milímetros, a educação se tornou o meio de

transformação social, cultural e econômica. Hoje, por entre os cactos que povoam a caatinga, surgem institutos federais,

faculdades, universidades e a primeira Escola Multicampi de Ciências Médicas do Brasil. Em uma década, o número de

instituições de ensino superior no estado cresceu 33,3% e expandiu o número de vagas em 125,38%. O sertão do flagelo da

seca se transformou no chão das oportunidades e do resgate de sonhos.


2º “Não existia perspectiva. Meu pai era analfabeto. Eu cresci estudando em escola pública e numa família carente”, relembra

Anderson Fernandes, 26 anos, formado em Odontologia pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN-Campus

Caicó). Nascido numa família que enfrentou inúmeras dificuldades ao longo dos anos, a falta de perspectiva de mudança não

fez o estudante esmorecer, como se diz em Caicó. Formado há dois anos, hoje servidor público e aluno do Curso de Mestrado

em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Fernandes é apenas um exemplo dos milhares de

jovens do interior do estado que se beneficiaram com o processo de interiorização da educação superior. De 2006 a 2016, o

número de instituições de ensino desse perfil saiu das 21 para 28, entre públicas e privadas, conforme dados mais recentes do

Censo da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).


3º A UERN, na qual Anderson Fernandes se formou, abriu os cursos de Odontologia e

Enfermagem, em Caicó, em 2006. “A UERN tem papel crucial na interiorização do ensino

superior. Ela foi pioneira na instalação de cursos da área da Saúde no Seridó”, destaca Álvaro

Lima, diretor do Campus da UERN em Caicó. Desde então, os alunos que antes migravam

para outras cidades potiguares ou até mesmo para a Paraíba passaram a permanecer em

Caicó.


4º Na mesma década, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, o IFRN, multiplicou por

10,5 o número de unidades instaladas no estado. Em 2006, eram apenas duas – uma em Natal e outra em Mossoró. Hoje, 21

institutos oportunizam a entrada de milhares de alunos no ensino médio, no técnico, na graduação e na pós-graduação.


5º No âmbito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o processo de interiorização do ensino superior remonta

à década de 1970, com a abertura dos cursos de Letras, Administração, Estudos Sociais, Pedagogia, História e Engenharia de

Minas em Caicó. Naquela época, os cursos eram ministrados num prédio cedido pela Diocese de Caicó. Anos depois, com a

inauguração do Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES), com três blocos de aulas num terreno de 10 hectares, ocorreu a

ampliação do número de graduações e de professores e a expansão das atividades para a cidade vizinha, Currais Novos.


6º No Oeste do Rio Grande do Norte, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) iniciou um processo de expansão

com a transformação em universidade federal em 2005. Antes, funcionava como Escola Superior de Agricultura de Mossoró

(ESAM). Desde então, criou novos cursos e abriu três campi avançados em Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros. Na

atualidade, a UFERSA oferece 22 cursos de graduação e 24 de pós-graduação. A comunidade estudantil é de 10.345 alunos

somente nos cursos presenciais. “A interiorização do ensino superior pode ser considerada o maior programa de inclusão do

Governo Federal, na medida em que tem levado pesquisa, ensino e desenvolvimento a locais que antes estavam longe de

grandes centros universitários. A UFERSA é um profícuo exemplo disso”, declara o reitor José de Arimatea de Matos.


7º Expandir a interiorização do Ensino Superior, principalmente nos cursos da área da Saúde, deve

ser uma meta prioritária da UFRN. Um dos objetivos da Escola Multicampi de Ciências Médicas é ter,

em seu quadro, 86 docentes. Para isso, alguns desafios deverão ser vencidos. Um deles é o

financeiro. Em comum, a UERN, a UFERSA e a UFRN sofrem com a falta de recursos. O custeio

para o Curso de Medicina de Caicó, por exemplo, foi zerado em 2018. Por ano, de acordo com

George Dantas de Azevedo, a UFRN repassa R$ 1,3 milhão para pagamento de despesas básicas. O

desafio deste ano será financiar o internato dos estudantes da primeira turma, iniciada em 2014, que

migrarão para a prática acadêmica no Hospital Universitário Ana Bezerra, em Santa Cruz. Na UERN,

o orçamento aprovado para este ano é R$ 71 milhões menor que o previsto para 2017.


“Não existia perspectiva[1]. Meu pai era analfabeto. Eu cresci estudando em escola pública e numa família carente”,

relembra[2] Anderson Fernandes, 26 anos, formado em Odontologia pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte

(UERN -Campus Caicó). Nascido numa família que enfrentou inúmeras dificuldades ao longo dos anos, a falta de perspectiva

de mudança não fez o estudante esmorecer, como[3] se diz em Caicó. Formado há dois anos, hoje servidor público e aluno

do Curso de Mestrado em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Fernandes é apenas um

exemplo dos milhares de jovens do interior do estado que se beneficiaram com o processo de interiorização da educação

superior. De 2006 a 2016, o número de instituições de ensino desse perfil saiu das 21 para 28, entre públicas e privadas,

conforme dados mais recentes do Censo da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Anísio Teixeira (Inep).


O elemento linguístico [2] possibilita depreender que a informação por ele introduzida

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18y1B7EbcahylPh7H0QjWs5bdZhtgKqJJY=
Questão 128040
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Artes e ditadores


Os ditadores sempre quiseram que a arte expressasse seu ideal de “povo”, de preferência em momentos de

devoção ou entusiasmo pelo regime. Para isso, os ditadores pretenderam imobilizar o passado nacional em

seu benefício, dando-lhe dimensões de mito ou inventando-o quando necessário. Para o fascismo italiano, o

ponto de referência era a Roma antiga, imperial; para a Alemanha de Hitler, uma combinação de bárbaros

radicalmente puros das florestas teutônicas com nobreza medieval; para a Espanha de Franco, a era dos

triunfantes governantes católicos que expulsaram os infiéis e resistiram a Lutero. A União Soviética teve

mais dificuldade para adotar o legado dos czares que a Revolução tinha sido feita, afinal de contas, para

destruir, mas Stálin acabou achando conveniente mobilizá-lo.


O que ficou da arte do poder nesses países? Surpreendentemente, pouco na

Alemanha, mais na Itália, talvez mais ainda na Rússia. Só uma coisa todos

perderam: o poder de mobilizar a arte e o povo como teatro público. Isso, o mais

sério impacto do poder na arte entre 1930 e 1945, desapareceu com os regimes

que tinham garantido sua sobrevivência através da repetição regular de rituais

públicos. Desapareceram para sempre, juntamente com aquele poder.


Está clara, coesa e correta a redação deste livre comentário sobre o texto:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+WhbBn2h2UWOad6s38ivxbrats0wzqT1U=
Questão 128538
CESGRANRIO 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Mobilidade e acessibilidade desafiam cidades


A população do mundo chegou, em 2011, à marca oficial de 7 bilhões de pessoas. Desse total, parte cada vez maior vive

nas cidades: em 2010, esse contingente superou os 50% dos habitantes do planeta, e até 2050 prevê-se que mais de dois

terços da população mundial será urbana.


No Brasil, a população urbana já representa 84,4% do total, de acordo com o Censo 2010. É preciso, então, que questões

de mobilidade e acessibilidade urbana passem a ser discutidas.


No passado, a noção de mobilidade era estreitamente ligada ao automóvel. Hoje, como resultado, os moradores de

grande maioria das cidades brasileiras lidam diariamente com congestionamentos insuportáveis, que causam enormes

perdas. Isso, sem falar no alto índice de mortes em vias urbanas do país. Depreendemos daí que a dependência do

automóvel como meio de transporte é um fator que impede a mobilidade urbana.


É importante investir em infraestrutura pedestre, cicloviária e em sistemas mais eficazes e

adequados de ônibus. Ao mesmo tempo, podemos desenvolver cidades mais acessíveis,

onde a maior parte dos serviços esteja próxima às moradias e haja opções de transporte

não motorizado para nos locomovermos.


BROADUS, V. Portal Mobilize Brasil. 16 jul. 2012. Disponível em: . Acesso em: 9 jul. 2018.


Glossário:


Mobilidade urbana – É a facilidade de locomoção das entre as diferentes zonas de uma

cidade.


Acessibilidade urbana – É a garantia de condições às pessoas portadoras de deficiência ou

com mobilidade reduzida, para a utilização, com segurança e autonomia, dos espaços

públicos.


A palavra destacada está grafada de acordo com as exigências da norma-padrão da língua

portuguesa em

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+6dqYexk+sWPjc8xpmk/vQEWLbuiMb2EM=
Questão 121190
FCC 2018 AGED/MA Conotação e Denotação, Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Paisagens e riquezas

1.      Se pudéssemos viajar por diferentes estradas do país, e em diferentes épocas, ficaríamos espantados com a variedade de plantações com que nos depararíamos. Ao longo de algumas poucas incursões minhas pelo interior de minha região, fui encontrando mares de cana, de algodão, de laranjeiras, de 5.café, de soja, de milho e sei lá quantos mais cultivos, espelhando ciclos econômicos os mais variados. Com frequência, essas paisagens vegetais faziam parceria com instalações industriais, deixando clara a proeminência do agronegócio em nosso país.

Como sou sentimental, não me rejo apenas pelo aspecto econômico dos 10.bons negócios; deixo-me envolver pela sedução poética que os quadros exercem sobre mim. Lembro-me, por exemplo, da melancolia com que vi desaparecem os algodoais, que regularmente floresciam com suas vestes brancas, para darem lugar ao verdor da cana mais prosaica, que viraria álcool.

“O Brasil se dá ao luxo de plantar seu combustível”, diziam, não sem 15.razão, os nacionalistas mais entusiasmados. O fato é que nosso país está habilitado a explorar e produzir uma inimaginável gama de riquezas, a partir da diversidade de suas terras, de seus climas, de seus relevos. Por conta dessas variações, são múltiplas também as atividades pecuárias e as industriais, que a elas se atrelam.

20.    O lugar-comum de que o Brasil é um país generosamente atendido em suas formações naturais confirma-se com as paisagens tão variadas que desfilam diante do viajante. É desafio nosso cultivar, processar e distribuir com empenho os produtos dessa riqueza disponível. (Percival de Holanda, inédito)

 

Num texto orientado para informações objetivas, pode haver observações que vão além da pura objetividade ou constatação de fatos, tal como ocorre com ambos os segmentos indicados em:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/jS/wmiOSEN3qfM0cwlv9w3DEWeE9fxv0=
Questão 128954
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Imigrações no Rio Grande do Sul


Em 1740 chegou à região do atual Rio Grande do Sul o primeiro grupo organizado de povoadores. Portugueses oriundos

da ilha dos Açores, contavam com o apoio oficial do governo, que pretendia que se instalassem na vasta área onde

anteriormente estavam situadas as Missões.


A partir da década de vinte do século XIX, o governo brasileiro resolveu estimular a vinda de imigrantes europeus, para

formar uma camada social de homens livres que tivessem habilitação profissional e pudessem oferecer ao país os

produtos que até então tinham que ser importados, ou que eram produzidos em escala mínima. Os primeiros imigrantes

que chegaram foram os alemães, em 1824. Eles foram assentados em glebas de terra situadas nas proximidades da

capital gaúcha. E, em pouco tempo, começaram a mudar o perfil da economia do atual estado.


Primeiramente, introduziram o artesanato em uma escala que, até então, nunca fora

praticada. Depois, estabeleceram laços comerciais com seus países de origem, que

terminaram por beneficiar o Rio Grande. Pela primeira vez havia, no país, uma região em

que predominavam os homens livres, que viviam de seu trabalho, e não da exploração do

trabalho alheio.


As levas de imigrantes se sucederam, e aos poucos transformaram o perfil do Rio Grande.

Trouxeram a agricultura de pequena propriedade e o artesanato. Através dessas atividades,

consolidaram um mercado interno e desenvolveram a camada média da população. E,

embora o poder político ainda fosse detido pelos grandes senhores das estâncias e

charqueadas, o poder econômico dos imigrantes foi, aos poucos, se consolidando.


Os primeiros imigrantes alemães a se estabelecerem no Rio Grande do Sul

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/2XYZM7F+5iDOPzuRb+XNlFfBg2DxTfFk=
Questão 128012
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Em uma cidade há um milhão e meio de pessoas, em outra há outros milhões; e as

cidades são tão longe uma da outra que nesta é verão quando naquela é inverno.

Em cada uma dessas cidades há uma pessoa; e essas pessoas tão distantes acaso

podem cultivar em segredo, como plantinha de estufa, um amor à distância?


Andam em ruas tão diferentes e passam o dia falando línguas diversas. Não se

telefonam mais; é tão caro e demorado e tão ruim e, além disso, que se diriam?

Escrevem-se. Mas uma carta leva dias para chegar; ainda que venha cheia de

sentimento, quem sabe se no momento em que é lida já não poderia ter sido

escrita? A carta não diz o que a outra pessoa está sentindo, diz o que sentiu na

semana passada... e as semanas passam de maneira assustadora.


E ao que ama o que importa é a pessoa amada hoje, agora, aqui − e isso não há.

Então a outra pessoa vira retratinho no bolso, borboleta perdida no ar, brisa que a

testa recebe na esquina, tudo o que for eco, sombra, imagem, um pequeno

fantasma, e nada mais.


O vocábulo Então, em destaque no último parágrafo, introduz uma


“E ao que ama o que importa é a pessoa amada hoje, agora, aqui − e isso não há. Então a

outra pessoa vira retratinho no bolso, borboleta perdida no ar, brisa que a testa recebe na

esquina, tudo o que for eco, sombra, imagem, um pequeno fantasma, e nada mais.”

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19AaeZSJThjB9TW4BsbKbeD4O+Mln1Zj2g=
Questão 123702
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Redação

Em um marco estritamente institucionalista, pode-se dizer que república é uma forma de governo que se distingue da

forma monárquica. Tal distinção deve-se ao fato de que o fundamento do poder nas repúblicas não está associado a

governo unipessoal e à sucessão dinástica, tal como nas monarquias, invariavelmente governadas por casas reais. Ainda

que, ao longo do século 20 − e mesmo no início do 21 −, o termo “república” tenha sido utilizado na autodenominação

de regimes políticos autoritários, de modo geral a ideia contemporânea de república aproxima-se da de democracia,

posto que está associada à soberania popular, exercida por meio da participação em eleições regulares, livres,

competitivas e extensivas a todos os postos politicamente relevantes. A tais traços devem ser acrescentadas a distinção

e a separação entre teologia e política.


A ideia de república como forma de governo que se constitui como negação da forma monárquica ganhou consistência a

partir da emergência das duas revoluções republicanas modernas, em fins do século 18. Embora suas origens, durações

e efeitos tenham sido distintos, tanto a Revolução Americana (1776) como a Revolução Francesa (1789) tiveram imenso

papel na afirmação de uma forma de governo diversa da tradição monárquica europeia.


Durante o século 19, tanto na Europa quanto nas antigas periferias coloniais − América

do Sul, por exemplo –, vários movimentos democratizantes ou de libertação nacional

evocaram a forma republicana, sempre na chave de repúdio à forma monárquica de

governo unipessoal com fundamento dinástico. As revoluções europeias de 1830 e

1848, assim como os movimentos nacionais na América Espanhola, estruturaram-se em

torno de ideais republicanos, cujo núcleo invariavelmente gravitava em torno da

necessidade de afirmar o princípio da soberania popular.


A própria experiência brasileira, tardia com relação à da América do Sul, teve nesse traço um aspecto

importante. Entre nós, a defesa da república, durante o século 19, caracterizou-se menos pela defesa de

um programa claro de reforma para a sociedade e a política e mais pela simples negação do governo

monárquico e pessoal de D. Pedro II. A primeira década republicana no Brasil foi marcada por forte

instabilidade e por intensa disputa a respeito do que deveria significar um regime republicano. Coube

ao governo do paulista Campos Salles (1898-1902) estabelecer as bases do regime, que vigoraram até

1930.


É correto afirmar que, no parágrafo 2,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/VUhFOECI7gW4lpU+eOA3NPUJJZCRExLM=
Questão 108514
CESPE 2016 TRE Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Conforme o texto Incidência do ITCD sobre doações a candidatos,

 

 

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19ewr5SF4Be5naj/VksRgfGNGgdOtbphek=
Questão 170347
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

O Procon informou nesta segunda-feira (13) que vai notificar a Apas (Associação Paulista de Supermercados) porque

supermercados da cidade de São Paulo estão cobrando pelas novas sacolinhas plásticas biodegradáveis. O órgão diz que a

cobrança fere o Código de Defesa do Consumidor, já que o custo das sacolinhas já está embutido no preço dos produtos.


A lei das sacolinhas, em vigor desde o início deste mês, diz que os estabelecimentos só poderão fornecer sacolas verdes e

cinzas padronizadas pela prefeitura. As sacolas brancas não poderão mais ser distribuídas. O objetivo da regra é estimular a

separação do lixo entre resíduos recicláveis e orgânicos. Desde que a lei passou a vigorar, é comum encontrar supermercados

que cobram de R$ 0,08 a R$ 0,10 pelas novas sacolas.


A interpretação que NÃO distorce informações apresentadas no texto encontra-se na

alternativa

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/jv6nqrUUr97qdg6l3yV6V6RIvHMVGvGc=
Questão 128956
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Imigrações no Rio Grande do Sul


Em 1740 chegou à região do atual Rio Grande do Sul o primeiro grupo organizado de povoadores. Portugueses oriundos

da ilha dos Açores, contavam com o apoio oficial do governo, que pretendia que se instalassem na vasta área onde

anteriormente estavam situadas as Missões.


A partir da década de vinte do século XIX, o governo brasileiro resolveu estimular a vinda de imigrantes europeus, para

formar uma camada social de homens livres que tivessem habilitação profissional e pudessem oferecer ao país os

produtos que até então tinham que ser importados, ou que eram produzidos em escala mínima. Os primeiros imigrantes

que chegaram foram os alemães, em 1824. Eles foram assentados em glebas de terra situadas nas proximidades da

capital gaúcha. E, em pouco tempo, começaram a mudar o perfil da economia do atual estado.


Primeiramente, introduziram o artesanato em uma escala que, até então, nunca fora

praticada. Depois, estabeleceram laços comerciais com seus países de origem, que

terminaram por beneficiar o Rio Grande. Pela primeira vez havia, no país, uma região em

que predominavam os homens livres, que viviam de seu trabalho, e não da exploração do

trabalho alheio.


As levas de imigrantes se sucederam, e aos poucos transformaram o perfil do Rio Grande.

Trouxeram a agricultura de pequena propriedade e o artesanato. Através dessas atividades,

consolidaram um mercado interno e desenvolveram a camada média da população. E,

embora o poder político ainda fosse detido pelos grandes senhores das estâncias e

charqueadas, o poder econômico dos imigrantes foi, aos poucos, se consolidando.


“As levas de imigrantes se sucederam, e aos poucos transformaram o perfil do Rio Grande. Trouxeram a

agricultura de pequena propriedade e o artesanato. Através dessas atividades, consolidaram um mercado

interno e desenvolveram a camada média da população. E, embora o poder político ainda fosse detido pelos

grandes senhores das estâncias e charqueadas, o poder econômico dos imigrantes foi, aos poucos, se

consolidando.”


O último parágrafo do texto enfatiza

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19BiLmWHTAeWX3X/lk6tkNF+ATZ6saE/Yc=
Questão 128577
FUNDATEC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Plástico: nós o criamos, dependemos dele, mas ele nos ameaça.


Se o Mayflower, o barco dos pioneiros colonos ingleses – os chamados Peregrinos, que saíram de Plymouth, na

Inglaterra, rumo à América do Norte –, estivesse cheio de garrafinhas plásticas de água, esse lixo ainda restaria entre

nós, quatro séculos depois. Se os Peregrinos tivessem feito o que muita gente costuma fazer, jogado ao mar garrafas e

embalagens, as ondas e a radiação solar no Atlântico teriam desgastado todos esses objetos de plástico, reduzindo-os a

fragmentos minúsculos. Esses fragmentos poderiam estar flutuando até agora nos oceanos do planeta, absorvendo

toxinas que iriam aderir ______ já presentes neles, e acabariam sendo ingeridos por algum peixe ou ostra. E talvez

terminassem no prato de um de nós.


“Temos de ser gratos aos pioneiros por não usarem nada de plástico”, pensei pouco tempo

atrás, no trem que me levava até Plymouth, na costa sul da Inglaterra. O motivo da viagem

era entrevistar uma pessoa que me ajudaria a entender a confusão em que estamos

metidos graças aos resíduos plásticos, sobretudo nos mares. Como o plástico só foi

inventado no final do século 19, e a sua produção tornou-se de fato relevante por volta de

1950, temos de lidar com meros 8,3 bilhões de toneladas do material. Desse total, mais de

6,3 bilhões já viraram resíduos, _______ a quantidade assombrosa de 5,7 bilhões de

toneladas jamais ______ por nenhum tipo de reciclagem – resultado que chocou os

cientistas que calcularam tais números em 2017.


Ninguém faz ideia da efetiva proporção desse lixo plástico não reciclado que acaba nos oceanos. Em 2015, uma

professora que leciona engenharia ambiental na Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, atraiu a atenção geral

com uma estimativa: a cada ano, entre 4,8 milhões e 12,7 milhões de toneladas de resíduos chegam ao mar. A maior

parte do lixo não vem dos navios, como explicam ela e os seus colegas, mas é descartada em terra e nas margens dos

rios, sobretudo na Ásia. Só depois tais resíduos são carregados, pelo vento e pela água, até o oceano. Basta

imaginarmos 15 sacolinhas repletas de tralha plástica boiando a cada metro de toda a linha da costa ao redor do

mundo: isso corresponderia ______ de 8 milhões de toneladas, a sua estimativa média da quantidade de lixo que os

oceanos recebem a cada ano. E não está claro quanto tempo leva para esse plástico se desintegrar por completo em

suas moléculas constituintes. As estimativas variam de 450 anos a nunca.


Por outro lado, é bem provável que todo esse plástico venha causando a morte de milhões de

animais marinhos a cada ano. Já se comprovou que quase 700 espécies, incluindo algumas em risco

de extinção, foram afetadas por resíduos plásticos. Em algumas delas, o dano é evidente, como os

animais estrangulados por itens descartados: sacolas, redes de pesca etc. Em muitos outros casos,

porém, os prejuízos são invisíveis ......... espécies de todos os tamanhos, de plâncton a baleias, agora

ingerem micropartículas de plástico, fragmentos ínfimos que medem menos de 5 milímetros. No

Havaí, em uma praia que aparentemente deveria estar intocada (pois não há acesso por estrada

pavimentada), senti os meus pés afundando em crepitantes micropartículas de plástico. Depois

dessa experiência, entendi .......... há pessoas que veem no acúmulo de resíduos plásticos nos

oceanos um sinal de catástrofe iminente, algo tão alarmante quanto as mudanças climáticas.


Assinale a alternativa que apresenta os sinônimos mais adequados para afetadas (Já se comprovou

que quase 700 espécies, incluindo algumas em risco de extinção, foram afetadas por resíduos plásticos.),

crepitantes (senti os meus pés afundando em crepitantes micropartículas de plástico.) e iminente (há pessoas

que veem no acúmulo de resíduos plásticos nos oceanos um sinal de catástrofe iminente), respectivamente,

segundo o contexto em que esses vocábulos aparecem.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+xjLndkLpGWpKzUh3b03E0hKa9o3tWcd0=
Questão 122193
CESPE 2017 TRE Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais


Pode-se dizer que a cidadania é essencialmente consciência de direitos e deveres e exercício da democracia: direitos civis, como segurança e locomoção; direitos sociais, como trabalho, salário justo, saúde, educação, habitação etc.; direitos políticos, como liberdade de expressão, de voto, de participação em partidos políticos e sindicatos etc. Não há cidadania sem democracia. O conceito de cidadania, contudo, é um conceito ambíguo. Em 1789, a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão estabelecia as primeiras normas para assegurar a liberdade individual e a propriedade. Nascia a cidadania como uma conquista liberal. Hoje, o conceito de cidadania é mais complexo. Com a ampliação dos direitos, nasceu também uma concepção mais ampla de cidadania. De um lado, existe uma concepção consumerista de cidadania (direito de defesa do consumidor) e, de outro, uma concepção plena, que se manifesta na mobilização da sociedade para a conquista de novos direitos e na participação direta da população na gestão da vida pública, por meio, por exemplo, da discussão democrática do orçamento. Esta tem sido uma prática, sobretudo no nível do poder local, que tem ajudado na construção de uma democracia participativa, superando os limites da democracia puramente representativa.

Moacir Gadotti. Escola cidadã – educação para e pela cidadania. Internet: (com adaptações).

De acordo com as ideias do texto,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18gfc1i+YZjtnt/aIySLQMHFTfU5vQ9f1Q=
Questão 128503
CESGRANRIO 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Memórias Póstumas de Brás Cubas


Lobo Neves, a princípio, metia-me grandes sustos. Pura ilusão! Como adorasse a mulher, não se vexava de mo

dizer muitas vezes; achava que Virgília era a perfeição mesma, um conjunto de qualidades sólidas e finas,

amorável, elegante, austera, um modelo. E a confiança não parava aí. De fresta que era, chegou a porta

escancarada. Um dia confessou-me que trazia uma triste carcoma na existência; faltava-lhe a glória pública.

Animei-o; disse-lhe muitas coisas bonitas, que ele ouviu com aquela unção religiosa de um desejo que não

quer acabar de morrer; então compreendi que a ambição dele andava cansada de bater as asas, sem poder

abrir o voo. Dias depois disse-me todos os seus tédios e desfalecimentos, as amarguras engolidas, as raivas

sopitadas; contou-me que a vida política era um tecido de invejas, despeitos, intrigas, perfídias, interesses,

vaidades. Evidentemente havia aí uma crise de melancolia; tratei de combatê-la.


— Sei o que lhe digo, replicou-me com tristeza. Não pode imaginar o que tenho

passado. Entrei na política por gosto, por família, por ambição, e um pouco por

vaidade. Já vê que reuni em mim só todos os motivos que levam o homem à vida

pública; faltou-me só o interesse de outra natureza. Vira o teatro pelo lado da

plateia; e, palavra, que era bonito! Soberbo cenário, vida, movimento e graça na

representação. Escriturei-me; deram-me um papel que... Mas para que o estou a

fatigar com isto? Deixe-me ficar com as minhas amofinações. Creia que tenho

passado horas e dias... Não há constância de sentimentos, não há gratidão, não há

nada... nada.... nada...


Calou-se, profundamente abatido, com os olhos no ar, parecendo não ouvir coisa nenhuma, a não ser o eco

de seus próprios pensamentos. Após alguns instantes, ergueu-se e estendeu-me a mão: — O senhor há de

rir-se de mim, disse ele; mas desculpe aquele desabafo; tinha um negócio, que me mordia o espírito. E ria, de

um jeito sombrio e triste; depois pediu-me que não referisse a ninguém o que se passara entre nós;

ponderei-lhe que a rigor não se passara nada. Entraram dois deputados e um chefe político da paróquia. Lobo

Neves recebeu-os com alegria, a princípio um tanto postiça, mas logo depois natural. No fim de meia hora,

ninguém diria que ele não era o mais afortunado dos homens; conversava, chasqueava, e ria, e riam todos.


A palavra carcoma foi empregada metaforicamente no trecho “Um

dia confessou-me que trazia uma triste carcoma na existência”. Um outro

exemplo de metáfora empregada no texto é:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+2lmlo641InA//5Arkbuy/jZRdO2+x5uc=
Questão 127409
FAURGS 2017 BANRISUL Classes de Palavras (Morfologia) / Flexão Nominal e Verbal

A maioria das pessoas acha que conviver com robôs é algo futurista, mas, de certo modo, eles já estão entre nós, influenciando decisões e, até mesmo, o rumo de nossas vidas. Do aplicativo que sugere sua próxima refeição, passando pelo serviço de streaming ofertando o filme que você vai assistir, até os secretários pessoais que auxiliam em situações diárias, os sistemas de inteligência artificial são uma realidade. Tudo isto constitui um caminho sem volta, na opinião de especialistas, que destacam os benefícios das maravilhas digitais, mas também alertam que o avanço dessas tecnologias pode, no futuro, tornar a inteligência humana obsoleta.

Robôs humanoides no cotidiano são ficção, não por limitações técnicas, mas pela dificuldade das pessoas em lidar com isso. “Basta colocar um smartphone num boneco que anda”, brinca o cientista de dados Ricardo Cappra, que atuou na estratégia digital da campanha presidencial de Barack Obama, em 2008. O exemplo pode parecer forçado, mas faz sentido. Celulares modernos têm assistentes virtuais que impressionam.

Com inteligência artificial, eles conhecem os hábitos dos donos e personalizam seu funcionamento. Além de realizar tarefas básicas, como organizar agenda, programar viagens e responder mensagens, eles analisam a rotina das pessoas e sugerem o horário em que devem sair de casa para o trabalho, considerando o tráfego no trajeto habitual, avaliam o histórico de buscas para oferecer notícias de interesse e podem até conversar, por voz, como uma “pessoa”.

Raúl Rentería, diretor do centro de pesquisas do Bing, da Microsoft, explica que a Cortana usa o conhecimento criado pelas conexões entre entidades no buscador. Com a repetição das buscas, o motor aprende a relacionar as informações. Sabe, por exemplo, que Flamengo é um bairro no Rio, mas também um time de futebol. E esses dados são usados pelo assistente virtual.

A inteligência artificial está em incontáveis outros serviços. Sites de comércio eletrônico analisam o perfil de buscas e compras de cada cliente para fazer ofertas personalizadas. Serviços de streaming de vídeo, como YouTube e Netflix, avaliam o que já foi assistido para sugerir opções ao gosto de cada um. Para especialistas, a digitalização facilitou a produção de informações, e a inteligência artificial surge como um filtro necessário.

Carlos Pedreira, professor de Engenharia de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ, explica que as tecnologias de inteligência computacional são desenvolvidas há anos, mas, recentemente, houve uma explosão no volume de dados e na capacidade de armazenamento e processamento dessas informações, o chamado Big Data.

– Os benefícios não são apenas na área do marketing e serviços – diz Pedreira. – Apesar de eu achar que os humanos nunca serão superados, existem situações em que os sistemas computacionais fazem coisas que não podemos. Na medicina, uma pessoa não analisa 20 medidas por célula de um conjunto de dois milhões de células. Essas máquinas conseguem.

Nem todos são simpáticos ao fenômeno. O historiador israelense Yuval Harari, autor do best-seller “Sapiens – Uma breve história da Humanidade”, acha que o ser humano se tornará obsoleto. Segundo ele, dentro de 40 anos, não só taxistas serão substituídos por carros autômatos, mas cerca de 50% de todos os empregos em economias avançadas. Isso impõe um desafio de sobrevivência da própria espécie.

– Provavelmente nós somos das últimas gerações do homo sapiens. Um bebê nascido hoje ainda terá netos, mas não estou certo de que esses netos terão netos, ao menos não humanos. Dentro de um século ou dois, os humanos se tornarão super-humanos ou desaparecerão. De qualquer forma, os seres que dominarão o planeta em 2200 serão mais diferentes de nós do que somos diferentes dos chimpanzés – acredita Yuval Harari.

Adaptado de MATSUURA, Sérgio. Robôs podem tornar inteligência humana obsoleta, dizem especialistas. O Globo, Rio de Janeiro, 18 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2018.

O artigo indefinido pode ser empregado para conferir a um substantivo um significado genérico, atribuindo-lhe a representação de toda a espécie. Exemplo desse tipo de significação contextual é a expressão


Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18lxegpLoGtJUuS40GtRv0EYKM2LTL1H5k=
Questão 170324
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

No trecho “Não contarei a verdade, a não ser que a vizinha me autorize”, preservam-se a

correção gramatical e o sentido do texto ao se substituir a expressão em destaque por

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19CSLUY4uZgP1eMpppZYl3rc7vQP8WJWgo=
Questão 128978
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Peças de barro de 4.000 a.C. encontradas na Mesopotâmia são os documentos escritos mais antigos que conhecemos. E o

mais antigo desses documentos faz referência aos impostos. Naquela época, além de entregar parte dos alimentos que

produziam ao governo, os sumérios, um dos povos que viviam por ali, eram obrigados a passar até cinco meses por ano

trabalhando para o rei.


Os mais sortudos eram empregados para realizar a colheita ou para retirar lama dos canais da cidade. Os menos

afortunados entravam para o exército, com grandes chances de morrer em uma guerra. Quem era rico escapava: mandava

escravos para fazer o serviço sujo. Assim que surgiu a moeda, surgiu também a ideia de substituir a contribuição braçal por

dinheiro.


Era assim também no antigo Egito. As evidências indicam que, em 3.000 a.C., os faraós coletavam impostos em dinheiro ou

em serviços pelo menos uma vez por ano. Ninguém era tão temido quanto os escribas, responsáveis por determinar a dívida

de cada um. O controle era tão rigoroso que fiscalizavam até o consumo de óleo de cozinha nas residências, já que essa era

uma substância tributada. Os impostos eram mais altos para estrangeiros, e especula-se que foi para pagar dívidas

tributárias que os hebreus, por exemplo, acabaram como escravos.


O Império Romano aperfeiçoou a técnica de impor tributos a estrangeiros. Em economias

pré-industriais, a terra e o trabalho são os principais ingredientes da riqueza. Por isso, a

conquista de outras terras e de povos dava aos romanos acesso a mais riqueza, o que, por sua

vez, permitia que conquistassem e controlassem um território ainda maior.


O censo, usado até hoje em muitos países, foi criado pelos romanos para decidir quanto

deveriam cobrar de cada província. Os cálculos eram feitos com base no número de

pessoas. Até hoje, a capacidade de cobrar impostos é diretamente proporcional à quantidade e

à qualidade de informações disponíveis sobre os contribuintes.


Cada uma das opções a seguir apresenta uma proposta de reescrita para o trecho “Os mais sortudos eram

empregados para realizar a colheita ou para retirar lama dos canais da cidade. Os menos afortunados entravam para o

exército, com grandes chances de morrer em uma guerra.”. Assinale a opção em que a proposta mantém a correção

gramatical e os sentidos originais do texto.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/IA0DW5inU77VUdJPZhMMSDdhmgvoi0Cc=
Questão 128957
A CASA DAS QUESTÕES 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Imigrações no Rio Grande do Sul


Em 1740 chegou à região do atual Rio Grande do Sul o primeiro grupo organizado de povoadores. Portugueses oriundos

da ilha dos Açores, contavam com o apoio oficial do governo, que pretendia que se instalassem na vasta área onde

anteriormente estavam situadas as Missões.


A partir da década de vinte do século XIX, o governo brasileiro resolveu estimular a vinda de imigrantes europeus, para

formar uma camada social de homens livres que tivessem habilitação profissional e pudessem oferecer ao país os

produtos que até então tinham que ser importados, ou que eram produzidos em escala mínima. Os primeiros imigrantes

que chegaram foram os alemães, em 1824. Eles foram assentados em glebas de terra situadas nas proximidades da

capital gaúcha. E, em pouco tempo, começaram a mudar o perfil da economia do atual estado.


Primeiramente, introduziram o artesanato em uma escala que, até então, nunca fora

praticada. Depois, estabeleceram laços comerciais com seus países de origem, que

terminaram por beneficiar o Rio Grande. Pela primeira vez havia, no país, uma região em

que predominavam os homens livres, que viviam de seu trabalho, e não da exploração do

trabalho alheio.


As levas de imigrantes se sucederam, e aos poucos transformaram o perfil do Rio Grande.

Trouxeram a agricultura de pequena propriedade e o artesanato. Através dessas atividades,

consolidaram um mercado interno e desenvolveram a camada média da população. E,

embora o poder político ainda fosse detido pelos grandes senhores das estâncias e

charqueadas, o poder econômico dos imigrantes foi, aos poucos, se consolidando.


Atente para a seguinte construção em discurso direto: Perguntou-me ele: − Não terá sido essencial a

contribuição dos meus antepassados? Transpondo-a para o discurso indireto, iniciando-se por Ele me

perguntou, deve seguir-se, como complementação adequada,

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18McDslm4BeIMbCPR8gJehTo9eWGgyrs+M=
Questão 128518
CESGRANRIO 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

O vício da tecnologia


Entusiastas de tecnologia passaram a semana com os olhos voltados para uma exposição de novidades

eletrônicas realizada recentemente nos Estados Unidos. Entre as inovações, estavam produtos relacionados a

experiências de realidade virtual e à utilização de inteligência artificial — que hoje é um dos temas que mais

desperta interesse em profissionais da área, tendo em vista a ampliação do uso desse tipo de tecnologia nos

mais diversos segmentos.


Mais do que prestar atenção às novidades lançadas no evento, vale refletir sobre o motivo que nos leva a

uma ansiedade tão grande para consumir produtos que prometem inovação tecnológica. Por que tanta gente

se dispõe a dormir em filas gigantescas só para ser um dos primeiros a comprar um novo modelo de

smartphone? Por que nos dispomos a pagar cifras astronômicas para comprar aparelhos que não temos

sequer certeza de que serão realmente úteis em nossas rotinas?


A teoria de um neurocientista da Universidade de Oxford (Inglaterra) ajuda a

explicar essa “corrida desenfreada” por novos gadgets. De modo geral, em nosso

processo evolutivo como seres humanos, nosso cérebro aprendeu a suprir

necessidades básicas para a sobrevivência e a perpetuação da espécie, tais como

sexo, segurança e status social.


Nesse sentido, a compra de uma novidade tecnológica atende a essa última

necessidade citada: nós nos sentimos melhores e superiores, ainda que

momentaneamente, quando surgimos em nossos círculos sociais com um produto

que quase ninguém ainda possui.


Foi realizado um estudo de mapeamento cerebral que mostrou que imagens de produtos tecnológicos ativavam partes do

nosso cérebro idênticas às que são ativadas quando uma pessoa muito religiosa se depara com um objeto sagrado. Ou seja,

não seria exagero dizer que o vício em novidades tecnológicas é quase uma religião para os mais entusiastas.


O ato de seguir esse impulso cerebral e comprar o mais novo lançamento tecnológico dispara em nosso cérebro a liberação

de um hormônio chamado dopamina, responsável por nos causar sensações de prazer. Ele é liberado quando nosso

cérebro identifica algo que represente uma recompensa.


O grande problema é que a busca excessiva por recompensas pode resultar em comportamentos impulsivos, que incluem

vícios em jogos, apego excessivo a redes sociais e até mesmo alcoolismo. No caso do consumo, podemos observar a

situação problematizada aqui: gasto excessivo de dinheiro em aparelhos eletrônicos que nem sempre trazem novidade ––

as atualizações de modelos de smartphones, por exemplo, na maior parte das vezes apresentam poucas mudanças em

relação ao modelo anterior, considerando-se seu preço elevado. Em outros casos, gasta-se uma quantia absurda em algum

aparelho novo que não se sabe se terá tanta utilidade prática ou inovadora no cotidiano.


No fim das contas, vale um lembrete que pode ajudar a conter os impulsos na hora de

comprar um novo smartphone ou alguma novidade de mercado: compare o efeito

momentâneo da dopamina com o impacto de imaginar como ficarão as faturas do seu

cartão de crédito com a nova compra.


O choque ao constatar o rombo em seu orçamento pode ser suficiente para que você

decida pensar duas vezes a respeito da aquisição.


A concordância do verbo destacado foi realizada de acordo com as exigências da

norma-padrão da língua portuguesa em

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19y7BpqBmGRuoPllQZIrdPkd7TKAsuLtUs=
Questão 110791
FGV 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ-MT Sintaxe da Oração (Análise Sintática)

Assinale a opção que indica a frase em que a preposição de tem sua presença na frase por uma exigência de um termo anterior.

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1/zMj9uAbuzFvILvsqUf+buUPrqACkZUmk=
Questão 128027
FCC 2019 A CASA DAS QUESTÕES Interpretação, Compreensão, Tipologia e Gêneros Textuais

Uma amiga me disse que em alguns cursos da Universidade de Princeton o celular e

o tablet foram proibidos porque os estudantes filmavam e fotografavam as aulas, ou

simplesmente brincavam com joguinhos eletrônicos. A proibição do uso de

aparelhos eletrônicos em sala de aula numa das maiores universidades dos Estados

Unidos não é desprezível. O celular na palma da mão desconcentra o estudante e

abole uma prática antiga: a caligrafia.


Dos milenares hieróglifos egípcios gravados em pedra e palavras escritas em

pergaminho à mais recente prescrição médica, a caligrafia tem uma longa história.

Mas essa história − que marca uma forte relação da palavra com o gesto da mão −

parece fenecer com o advento do minúsculo teclado e sua tela.


Lembro uma entrevista com Roland Barthes, em que o crítico francês dizia que as

correções das provas tipográficas dos romances de Balzac pareciam fogos de

artifícios. É uma bela imagem do efeito estético da caligrafia no papel impresso.

Quando pude ver essas páginas numa exposição de manuscritos, fiquei

impressionado com a metáfora precisa de Barthes, e admirado com a obsessão de

Balzac em acrescentar, cortar e substituir palavras e frases, e alterar a pontuação. O

autor de Ilusões Perdidas não poupava esforço para alcançar o que desejava

expressar, e esse empenho tão grande acabou por exauri-lo quando escrevia seu

último romance.


Mas há beleza também na caligrafia torta e hesitante de uma criança, numa carta de

amor escrita a lápis, na mensagem pintada à mão no para-choque de um caminhão,

no muro grafitado da cidade poluída.


Num de seus poemas memoráveis, “O Sobrevivente”, Carlos Drummond de Andrade

escreveu à mão e depois datilografou: “Há máquinas terrivelmente complicadas

para as necessidades mais simples. / Se você quer fumar um charuto aperte um

botão”.


Na mão que move a escrita há um gesto corporal atávico, um desejo da nossa

ancestralidade, que a maquininha subtrai, ou até mesmo anula. Ainda escrevo

alguns textos à mão, antes de digitá-los no computador. No trabalho diário de um

jornalista, isso é quase impossível, mas na escrita de uma crônica, pego a caneta e o

papel e exercito minha pobre caligrafia.


Talvez eu seja o antepenúltimo dinossauro. Mal escrevo essa palavra, vejo um dos

minúsculos seres que se originaram de um dinossauro emplumado. É um pássaro

que desconheço; pousou num galho do manacá florido, e seu canto misterioso me

remete ao livro A Linguagem dos Pássaros, escrito no século 12 pelo poeta persa

Farid Ud-din Attar. Nele, a caligrafia é sinônimo de “beleza da escrita, linguagem da

mão e nobreza do sentimento”.


O segmento em que se exprime noção de finalidade está em:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+C76rOyOqP1VvSa+uit3/Riq0hqiapG/I=
MATEMÁTICA
Questão 119229
FUNDAÇÃO LA SALLE 2017 SUSEPE Porcentagem

Ao comparar a população carcerária do Instituto Penal A e do Instituto Penal B, é possível verificar que o número de presos no Instituto Penal A equivale a 145% do número de presos no Instituto Penal B. Sabendo que o número de  presos  no Instituto Penal A é igual a 551, é correto afirmar que o  número  de  presos  no Instituto Penal B é igual  a:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19dn90/Z4eOMLDnZB9lcrYw2u+VfOvTMuY=
Questão 114284
FUNRIO 2016 IF-BAIANO Matemática Básica, Teoria dos Conjuntos

Foram realizados testes com uma amostra de 380 produtos produzidos por diversos fabricantes distintos. Os testes mostraram que os produtos avaliados apresentavam vários problemas, sendo os principais a “inconformidade com relação ao peso”, os “problemas na embalagem do produto” e “informações  insuficientes  sobre  a  composição  do  produto”.  Os resultados da pesquisa são os seguintes:

 

I – 50 apresentaram inconformidade com relação ao peso;

II – 120 apresentaram problemas na embalagem do produto;

III – 280 apresentaram informações insuficientes sobre a composição do produto;

IV – 10 apresentaram inconformidade com relação ao peso e problemas na embalagem do produto;

V – 40 apresentaram problemas na embalagem e informações insuficientes sobre a composição do produto.

 

Logo, a quantidade máxima de produtos que apresentou problemas de inconformidade com relação ao peso e informações insuficientes sobre a composição do produto foi

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX19eBzSkOIp/7PbmA1nDnabtc5B5GL4TBhA=
Questão 114293
VUNESP 2016 UNESP Matemática Básica, Mínimo Múltiplo Comum, Fatoração

Gilberto e Guilherme treinam bicicleta juntos em um circuito de 3 240 metros de extensão. Após o aquecimento, saem juntos do início do trajeto às 9:00h e encerram o treinamento após se encontrarem outras seis vezes no início do trajeto. Supondo que durante todo o treinamento, a cada segundo, Gilberto e Guilherme percorrem 6 metros e 9 metros, respectivamente, então é correto afirmar que o treino se encerrará às

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18f6ngmG177v/GlxYxnYIf66hWOKNJXyfs=
Questão 114381
FGV 2016 MP Probabilidade, Probabilidade Básica

Uma moeda foi alterada de modo que, ao ser lançada, a probabilidade de sair cara é menor que 1/2 e, ao ser lançada duas vezes consecutivas, a probabilidade de sair a mesma quantidade de caras e de coroas é 4/9. Se essa moeda for lançada três vezes consecutivas, a probabilidade de saírem três coroas é:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX191vvr1K4j85hoSOY5v7RSPbPbbbj/+DSw=
Questão 114247
NC-UFPR 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA-PR Probabilidade, Probabilidade Básica

Pedro gosta de brincar com números inteiros de três algarismos. Ele chama um tal número de 'razoável' se tiver todos os algarismos distintos. Por exemplo, 174 e 931 são razoáveis, mas 991, 101 e 333 não são razoáveis. Se Pedro escolher ao acaso um número inteiro qualquer de três algarismos, qual a probabilidade de que tal número seja razoável?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+dAx9wDaIDBXqNf1yYHMBLGHQBTW6utzU=
INFORMÁTICA
Questão 120112
FUNDATEC 2017 GHC Microsoft Excel 2007, Microsoft Excel, Planilhas Eletrônicas

Com base na Figura 1 abaixo, considere que um usuário digitou no endereço de célula B4 o seguinte: =C1+B3+A1+A2/C2 e, logo após, pressionou a tecla Enter (teclado). Que valor conterá em B4?

 

 

Figura 1 – Visão parcial de uma planilha do programa Microsoft Excel 2007 (configuração padrão)

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+aQKcdb+BntWPB9qozPr2RWSllFiFLANg=
Questão 120135
FUNDATEC 2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE TORRES-RS Google Chrome, Navegadores, Conceitos e Ferramentas Relacionadas com a Internet

Qual a finalidade do modo de navegação anônima no navegador Google Chrome?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18j6OTomz9NCPkDXjp2gRyUiuI0/0r/+30=
Questão 119213
FUNDAÇÃO LA SALLE 2017 SUSEPE Linux, Sistemas Operacionais

O sistema operacional Linux possui diversas  aplicações  que  podem  ser executadas através de linha de comando. Este tipo de funcionalidade  é  especialmente aplicável na análise de arquivos que sofrem inclusão de dados frequentemente. O comando utilizado para mostrar inclusões de dados no final do arquivo  chamado  lista.txt, em tempo  real, ou seja, no mesmo momento  em que ele   é atualizado, é:

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX18jo0LfyWww+itcT2Q9Z85QPddSjjd66zM=
Questão 119214
FUNDAÇÃO LA SALLE 2017 SUSEPE Outlook Express, E-mail

A resposta automática de e-mails é um recurso muito utilizado no ambiente corporativo, em especial para que um servidor possa informar que se encontra em período de férias. Analise as assertivas abaixo que versam sobre este recurso, no Microsoft Outlook 365, versão  empresarial.

I - É possível definir a data de início e de término das respostas automáticas.

lI - É possível definir o horário de início e de término das respostas automáticas

IlI - É possível personalizar respostas automáticas direcionadas para pessoas de fora da organização .

Das afirmações acima, qual(is) está(ão)  correta(s)?

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+ljlXLJSmEOas1hVta1Ab3YOGj4PeLD8E=
Questão 121050
CESPE 2018 IF-FARROUPILHA-RS E-mail Conceitos Gerais, E-mail

Considere que um provedor de emails limite em 10 MB o espaço disponível para o envio de arquivos e que se deseje enviar 10 arquivos, sem compactação, cada um deles tendo 1.400 KB de tamanho. Nesse caso, em um único email, a quantidade máxima de arquivos que poderá ser enviada é igual a

Encontrou erro na questão?
U2FsdGVkX1+ApKZ58E5Xui7ScaiWFsgYB08+KmTQZro=